sábado, 24 de setembro de 2016

Não nos cabe julgar


Ontem eu vi um vídeo que está na internet; o qual contém duras críticas de um pregador, aos que vivem a falar daquilo que desconhecem; e aos que se apressam em emitir juízo temerário (ele se referia a certos crentes e suas teorias místicas, sobre supostas razões da morte de famoso ator de TV). Confesso que também me sinto mal com tais opiniões desprovidas de sentido; pois comentários despidos de amor e compaixão - sobre a vida ou a morte de alguém - podem confundir, ferir e magoar os que são enlutados por tragédias. Todavia, confesso, também me faz mal o palavreado impróprio com que cristãos agridem aos tais juízes sem noção - igualmente desprovidas de amor e bom senso. Afinal... Por que morremos? Enfim... Quem pode definir o "melhor modo" de morrermos? 

Infelizmente, erram os que julgam quem morre; e, erram os que julgam os inconvenientes julgadores. Todavia; é importante que se diga, que não são todos os cristãos que pensam e agem assim (na verdade é uma minoria bem pequena, que vive pensando e falando por si mesma). Então, usar linguajar ferino e agressivo para responder aos que vivem nos extremos; acaba por igualar - tanto estes, como aqueles - em um mesmo nível. Quando vamos entender que, acidentes e tragédias atingem a todos, sem distinção (crentes e incrédulos, bons e maus). A Bíblia - sem precisar modo de morrer - declara que, "aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo" (Hebreus 9.27). Logo, não nos foi dado o direito de julgar o modo como as pessoas vivem ou morrem.

Ao abordar esta questão; não estou defendendo ou concordando cm certas práticas reprováveis: "Porque foi para isto que morreu Cristo, e ressurgiu, e tornou a viver, para ser Senhor, tanto dos mortos, como dos vivos. Mas tu, por que julgas teu irmão? Ou tu, também, por que desprezas teu irmão? Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Cristo. Porque está escrito:Como eu vivo, diz o Senhor, que todo o joelho se dobrará a mim,E toda a língua confessará a Deus. De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus. Assim que não nos julguemos mais uns aos outros; antes seja o vosso propósito não pôr tropeço ou escândalo ao irmão." (Romanos 14:9-13). Na verdade, estou apenas advertindo que somente Deus é o juiz de todos nós pecadores.

Procure ouvir e refletir sobre esta maravilhosa canção:
https://youtu.be/3m5C4uFqSCM

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário