quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Falta devoção consagrada


Em nossas orações, jamais devemos deixar de interceder - pelos nossos e pelos dos outros. Tenho procurado me refugiar em Deus; tanto devido aos perigos existentes, onde quer que andemos; como por tendências que todos nós temos, de fazer certas escolhas ruins e de tomar decisões equivocadas. Tenho também pedido a Deus, que me guarde das já previsíveis motivações carnais; e das estranhas e embaraçosas motivações espirituais (algo muito comum de se ver nestes dias; cristãos fazendo coisas estranhas, até pecaminosas, e dizendo com dedo em riste, que "foi Deus que mandou"). Ó, meu Deus!

Na verdade, se pretendemos nos ajustar à boa, agradável e perfeita vontade de Deus; então precisamos manter as mãos na Bíblia, os joelhos no chão, o coração na fé e a mente no céu; Pois este é um tempo de cobiça e relativismo - conceitos que se conjugam para desviar os salvos do Caminho da Vida. Vivemos em um país cheio de cristãos (os convertidos e os convencidos); todavia, muitos deles enredados e vencidos por práticas anti-cristãs (sincretismo, hedonismo, sexo fora do casamento, corrupção); enfim... Sobra esforço religioso, falta devoção consagrada. Só mesmo buscando a Deus, para vencermos o mal. 

Precisamos estar atentos a esta advertência da Palavra de Deus: "E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade. E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita." (2 Pedro 2:1-3). Todavia, nós precisamos também orar e vigiar em todo tempo!

Esta canção meu edificou tantas vezes, que até perdi a conta:
https://youtu.be/Pjcrp4g0GvU

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário