quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Amor, vínculo da perfeição


Ao pensar na vida humana; fui levado a pensar no amigo e irmão Anderson Freire; quando, em uma das canções que compôs, fez esta declaração: "Sou humano, não consigo ser perfeito". Então, eu me dei conta de que a imperfeição deixa suas marcas, em tudo que  fazemos ou falamos (a menos, que dizemos seja palavra revelada). Assim, a perfeição cristã só deve ser considerada sob a égide do amor de Deus e da unção do Espírito. Deus, ao nos olhar com amor, nos viu além dos nossos pecado e defeitos (tal como fazem as mães, ao olharem um filho pego em transgressão). O amor é um dom perfeito e eficaz!

Ao nos amar e salvar; Deus nos deu o dom de amar. Todavia, este dom só pode ser desenvolvido através de prática constante e não discriminatória. O amor de Deus em nós, nos capacita a suportar feridas e ofensas impostas por alguém que amamos (como esposa que ao ser maltratada por um esposo agressivo, o perdoa e abraça; e esposo que perdoa a leviandade de uma esposa inconsequente). A Bíblia afirma que o amor tudo suporta (mostrando não haver peso capaz de vence-lo); portanto, acima de tudo, "revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição." (Colossenses 3:14). Louvado seja o Senhor nosso Deus!

A Palavra de Deus assim nos declara: "ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria. O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta." (1 Coríntios 13:3-7). Foi por amor que Deus enviou Seu filho Jesus para morrer por nós.

Perdi a conta, das vezes que cantei esta canção do saudoso Grupo Elo:
https://youtu.be/RPD3x_6Mkcs

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário