terça-feira, 28 de junho de 2016

Buscando o socorro de Deus


Semanalmente, acordamos em casa diferentes... Prostrados em algum ponto que transformamos em nosso lugar de oração. Gosto de viver esta abençoada experiência! É deste modo que estamos nos sentindo, aqui em Angra dos Reis, cidade tranquila do litoral fluminense. Já me apresentei perante o Senhor, levando os meus assuntos inadiáveis. Já orei em favor dos meus amigos e dos meus opositores; dos que me querem bem e dos que me querem mal; pois sei que, lá no fundo, as questões que separam os homens são ínfimas, temporárias; e que, ao fim e ao cabo, todos nós - inocentes ou culpados - somos alvo do mesmo adversário (Satã) da criação de Deus.

Enquanto eu ainda orava, buscando o socorro de Deus, para poder enfrentar as tentações e lidar com os conflitos da vida; agradeci ao Senhor, pelo modo como o Seu Espírito agiu ontem a noite (em nós e através de nós), concedendo unção e calor ao belo culto de celebração do Departamento de adultos da 2ª IMW de Angra dos Reis. Foram bênçãos derramadas, do começo ao fim! Aleluia! E Deus me fez lembrar que, naquele culto, cada um de nós trazia marcas de uma história de resgate e redenção - de um triste passado de pecados e fracassos - todos ali reunidos em torno do Nome que fez toda a diferença em nossas vidas: JESUS, a única esperança do perdido!

Que testemunho este, do apóstolo Pedro: "Visto que hoje somos interrogados acerca do benefício feito a um homem enfermo, e do modo como foi curado, Seja conhecido de vós todos, e de todo o povo de Israel, que em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, aquele a quem vós crucificastes e a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, em nome desse é que este está são diante de vós. Ele é a pedra que foi rejeitada por vós, os edificadores, a qual foi posta por cabeça de esquina. E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos." (Atos 4:9-12). Aleluia!

Esta é uma das minhas canções prediletas! Ouça como é real:
https://youtu.be/wCnuq57kPlI

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário