quarta-feira, 22 de junho de 2016

Aqueles crentes oravam mais


Tenho uma longa viagem a fazer, que vai consumir uma boa parte deste dia que promete ser longo. Portanto, precisei levantar bem mais cedo; pois meu dia começa bem antes de qualquer atividade, no lugar de oração; onde o novo dia, seja ele bom ou mau, sempre deve iniciar. Ao observar os crentes (especialmente aqueles que eu conheço); fica em mim a impressão, de que muitos ainda não se aperceberam da importância de cultivarem uma rotina de oração. É evidente que o mundo está de cabeça pra baixo; desviado de seu rumo e sem a menor chance de sobreviver aos estragos que lhe fizeram a humanidade sem rumo. E isto requer oração e vigilância!

Que a nossa esperança está no Deus de nossos antepassados, disto tenho absoluta certeza (creio que muitos pensam assim como eu). Mas, me parece que a maioria dos crentes estão na mesma condição dos crentes primitivos antes do Dia de Pentecostes; ou seja: Sem a menor noção do que está para acontecer. Vou tentar explicar: Assim como, naqueles dias, muitos dos crentes que estavam no cenáculo não pensavam no que viria depois (a vinda do Santo Espírito); assim também, fica em mim a impressão que a maioria dos crentes de hoje em dia, não parece estar convencida quanto à proximidade da vinda de Jesus. A diferença é que aqueles crentes primitivos oravam mais!

Este texto faz parte do sermão escatológico de Jesus: "E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, E não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem. Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro; Estando duas moendo no moinho, será levada uma, e deixada outra. Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor." (Mateus 24:37-42). Precisamos estar atentos aos crescentes sinais de sua volta!

Esta canção traz um alerta tão certo, como o ar que eu respiro:
https://youtu.be/LMfifLJ8Zdc

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário