domingo, 1 de maio de 2016

Geração que menos ora


Algumas vezes, me preocupo com o fato de que, em toda a história humana, somos a geração abrangida pelos mais assustadores vaticínios. Vemos nações sendo roubadas por aqueles que foram eleitos para serem seus guardiões e referenciais; Vemos os povos sendo insuflados ao ódio e intolerância; vemos famílias inteiras sendo arruinadas por novos conceitos e modismos; enfim... Somos a geração do apocalipse. Porém, falando em termos cristãos; me preocupa o fato de sermos a geração que menos ora.

Sempre acreditei que, em sua definição mais simples, orar é falar com Deus. Todavia, orar não é apenas falar com Deus; é também o som de um coração agradecido e o clamor de uma alma carente de respostas. A oração tanto pode aproximar a criatura de seu Criador; como é capaz de aproximar as pessoas que se amam e reconciliar aqueles que se odeiam. Quando oramos, com um coração sincero e perdoador, somos transportados à dimensão do Espírito; onde entendemos verdades antes ignoradas. Então, devemos orar!

Salomão orou e foi ouvido: "Se eu fechar os céus, e não houver chuva; ou se ordenar aos gafanhotos que consumam a terra; ou se enviar a peste entre o meu povo; E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. Agora estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração deste lugar." (2 Crônicas 7:13-15). Se nós orarmos, também seremos ouvidos!

É muito bonita e inspiradora, esta canção de Beatriz:
https://youtu.be/olpyn4-_upM

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário