domingo, 10 de abril de 2016

Mentes e corações vazios


Em certas ocasiões, procuro olhar para dentro de mim mesmo... E, chego à seguinte conclusão: Se não consigo me entender com exatidão; como então entender o que se passa à minha volta? Na verdade, o ser humano desprovido da graça reveladora do Deus eterno; vive, age e reage de modo semelhante aos primatas. E esta é a razão maior de tantas maldades e loucuras praticadas por muitos; que teriam tudo para ser sensatos, justos e piedosos, se buscassem conhecer a Deus segundo as Escrituras sagradas. E assim vivendo, com mentes e corações vazios do Criador, se enchem de ideias e motivações impróprias.

Faz um bom tempo, abri mão do meu orgulho e vaidade... Mas não da certeza de que devo monitorar meus sentimentos e motivações, para ver se eles passam no crivo da vontade de Deus; pois o mundo em que eu vivo me obriga a estar sempre atento, sem me descuidar um só momento. E isto porque, circunstâncias em que muitos veem vantagem e benefício, os meus olhos espirituais enxergam situação de perigo. E assim vivendo, peço sempre a Deus que guarde minha pequena vida e minha pequena casa; pois sei o quanto nós somos frágeis; e, sem a ajuda do Senhor, não temos a menor chance de final feliz.

Este salmo já inspirou belas canções: "Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela. Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão de dores, pois assim dá ele aos seus amados o sono. Eis que os filhos são herança do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão. Como flechas na mão de um homem poderoso, assim são os filhos da mocidade. Bem-aventurado o homem que enche deles a sua aljava; não serão confundidos, mas falarão com os seus inimigos à porta." (Salmos 127:1-5). E inspira minha vida.

Esta é uma excelente canção para ser cantada neste momento:
https://youtu.be/zld1S0RpM44

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário