domingo, 17 de abril de 2016

Antídoto para as aflições


Existem ocasiões, que não conseguimos evitar aquela sensação de desconforto - mesmo não havendo causa aparente - sem sabermos dizer o por que de tal sentimento. Penso  que, em menor ou maior grau, todas as pessoas sentem algo assim. Ouvi dizer que também os  animais - de pequeno ou grande porte - sofrem tais sensações. O pior é quando, em meio a tal apreensão, somos levados às mais estranhas suposições; tais como: Será que a minha saúde não vai bem? Será que o meu lar está mal? Será que meus negócios vão piorar? Enfim... São vãs as nossas tentativas de tentar achar razões para aquilo que produz quadro de inquietação sem causa aparente.

Creio não existir melhor antídoto para tais aflições, do que o ato de orar e descansar nas promessas de Deus. A Bíblia declara que "Os homens maus não entendem o juízo, mas os que buscam ao Senhor entendem tudo." (Provérbios 28:5). Portanto, descansar sob a proteção de Deus é e será sempre a melhor atitude a ser tomada. Assim, em tempo de paz, devemos orar; em tempo de guerra, orar ainda mais; seja qual for a circunstância, orar é sempre melhor! Na verdade, mesmo o cristão sabendo que na oração está sua melhor salvaguarda; a grande maioria tende a ficar desorientada diante das aflições. Enfim; estando tudo bem ou mal... Devemos orar sempre!

Nisto devemos pensar: "Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; E calçados os pés na preparação do evangelho da paz; Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos" (Efésios 6:13-18). E orar em todo tempo!

Nosso Deus é Deus de promessas, que honra suas alianças:
https://youtu.be/s74NutG8K5c

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário