terça-feira, 19 de abril de 2016

Infinitamente mais


Hoje, manhã nublada, ao me curvar perante o Senhor; senti grande necessidade de adorar a Deus de modo intenso; logo após, louvei ao Senhor com o cântico "Infinitamente mais". Adorei e engrandeci o nome do Senhor, renovando o meu propósito, de viver segundo as Escrituras, e de manter minha vida devocional centrada em priorizar um relacionamento preferencial com o Deus eterno. Também defini minha disposição de ter prazer nas coisas do céu; mesmo sentindo prazer em algumas coisas da terra (as agradáveis, justas e nobres), tais como: Família, amigos e prazeres compatíveis com a santidade.

Para a infelicidade de muitos, existem pessoas que buscam manter distância das coisas de Deus, movidas por vago conceito de "gozar a vida"; vivendo cativas por desejos carnais (alguns até hediondos); enlouquecidas por apetites mundanos que as levam a profanar o seu lar, magoar sua família, ofender seu próximo e afrontar a Deus. Estas são criaturas marcadas por engano e sedução deste mundo; sem a menor noção quanto a fim reservado aos que - vencidos pelo mal - se associam à Satã, em sua firme disposição de "roubar, matar e destruir" (João 10.10). Espero que se arrependam antes que seja tarde demais.

Esta advertência bíblica é contextual com a triste realidade deste tempo: "Estes são fontes sem água, nuvens levadas pela força do vento, para os quais a escuridão das trevas eternamente se reserva. Porque, falando coisas mui arrogantes de vaidades, engodam com as concupiscências da carne, e com dissoluções, aqueles que se estavam afastando dos que andam em erro, Prometendo-lhes liberdade, sendo eles mesmos servos da corrupção. Porque de quem alguém é vencido, do tal faz-se também servo." (2 Pedro 2:17-19). Mas os crentes fiéis irão vencer, perseverantes na fé, esta influência perniciosa!

Ao longo dos anos, tenho sido edificado por esta canção:
https://youtu.be/ZvMnrZLnKSs

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário