terça-feira, 22 de março de 2016

Firme no lugar de oração


Hoje foi um daqueles dias, em que o ato de orar exigiu uma dose extra de perseverança, concentração e paciência. Eu sei que todo crente, uma vez ou outra, passa por este tipo de luta no lugar de oração (alguns chegam até a desistir de orar, por achar que não é momento próprio). Mas, quanto a mim; estou convencido de que, em momentos assim, preciso permanecer firme no lugar de oração; pois se trata de uma batalha silenciosa, em que a luta parece se processa em nossa mente e procura afetar nossa emoção. Nestas ocasiões, procuro por em prática esta lição que aprendi: Chorar com os olhos e com o coração, em profundo quebrantamento de espírito.

Na Bíblia, somos advertidos, de que a nossa luta não é contra as pessoas (Efésios 6.12); portanto, não devemos ficar procurando os nossos inimigos entre homens e mulheres. E a mesma Bíblia que denuncia os nossos inimigos como seres espirituais da maldade; também aponta as únicas armas capazes de combate-los, que são armas espirituais (Efésios 6.11). Neste mundo, vemos guerras entre nações, vizinhos, famílias (maridos e esposas digladiando, filhos contra seus pais, irmão contra irmão); enfim... Guerras dolorosas e desgastantes. Uma das razões do silêncio de Jesus, frente aos ataques sofridos; é que Ele sabia quem era o seu real inimigo.

Esta é a nossa armadura: "Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; E calçados os pés na preparação do evangelho da paz; Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos" (Efésios 6:13-18). Armadura de Deus.

Ouça com muita atenção esta canção de guerra:
https://youtu.be/RXhMdIcVUDE

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário