sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Vento que refresca e renova


Sou grato Senhor, por este novo dia! E tenho razões de sobra para ser grato; não apenas as razões visíveis; mas, sobretudo, as razões submersas em teu propósito. Sim! Eu me refiro àquelas que estão distantes dos olhos; sobre as quais, tua palavra diz: "como está escrito:As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu,e não subiram ao coração do homem,são as que Deus preparou para os que o amam." (1 Coríntios 2:9). Obrigado Senhor, porque posso sentir e me nutrir do Pão que me deu Vida; e me banhar e beber da Fonte que me renova e revigora. Minhas palavras nunca serão suficientes, para expressar minha gratidão; todavia, isto não importa, pois conheces a verdade no íntimo. Obrigado Senhor, por ser quem sou e ter o que tenho!

Sou grato Senhor, por saber que o fim do mandato não significou o fim do ministério... Daí, minha gratidão por ser relevante, ainda em uso ao teu santo propósito. Obrigado Senhor, por poder pregar e testemunhar tuas maravilhas! E por saber que, quando dizem que me glorio em mim mesmo, tais críticas não dizem a verdade sobre mim; pois conheço os meus limites... Que são tantos! E por isto, me sinto deslumbrado com o teu agir. Sou grato Senhor, pois as aflições causadas por meus algozes (tanto pelos mal intencionados, como por aqueles que pensam me ajudar agindo assim) não acordam minha natureza vingativa, que morreu; até porque, eu sempre soube que as aflições viriam de algum modo. Obrigado Senhor, pelo Vento que refresca e renova!

Medite nesta visão sobrenatural do profeta Ezequiel: "Então profetizei como se me deu ordem. E houve um ruído, enquanto eu profetizava; e eis que se fez um rebuliço, e os ossos se achegaram, cada osso ao seu osso. E olhei, e eis que vieram nervos sobre eles, e cresceu a carne, e estendeu-se a pele sobre eles por cima; mas não havia neles espírito. E ele me disse: Profetiza ao espírito, profetiza, ó filho do homem, e dize ao espírito: Assim diz o Senhor DEUS: Vem dos quatro ventos, ó espírito, e assopra sobre estes mortos, para que vivam. E profetizei como ele me deu ordem; então o espírito entrou neles, e viveram, e se puseram em pé, um exército grande em extremo." (Ezequiel 37:7-10). Pois, ela revela o poder restaurador do vento do Espírito de Deus. 

Que bênção é ser renovado e fortalecido pelo Vento de Deus, citado nesta canção:
https://youtu.be/HuA3gQfepLo

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário