quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Tenho aceitação e resposta


Em sua oração, o salmista disse: "Ó Deus, tu és o meu Deus, de madrugada te buscarei" (Salmos 63:1). É isto que tenho procurado fazer, Deus da minha salvação! Procuro te buscar em tempo oportuno; certo de que, diante da tua face, tenho aceitação e resposta. Ensina-me a andar em teu caminho; pois é nele que tenho rumo certo. Sou grato à Ti, por tudo o que tens feito em meu favor! Tu és o Deus que me dá entendimento, para saber o tempo e o modo de dizer e fazer as coisas; e que me dá discernimento, para perceber o mal que se disfarça para me confundir. Recorro ao Teu Espírito para lidar com os desafios de cada dia; não que eles sejam tão grandes... Minhas forças é que são pequenas. Obrigado meu amado Senhor, pois sei que posso contar contigo!

Neste mundo, vivemos tempos angustiantes, amado Pai. E, nestes dias, não basta sermos discípulos aplicados (eles podem ser facilmente desviados da rota); precisamos ser guiados pela mão do Senhor; pois existem armadilhas, ao longo do caminho que percorremos; as quais, ao menor descuido nosso, podem prender os nossos pés. Guarda a minha pequena casa, composta por dezesseis almas preciosas resgatadas por Jesus, nosso Salvador. Bem sei que a nossa nação está sob juízo divino; e, que ela faz por merecer. Também nós, teu povo, temos pecado contra ti; e o desvio do Teu povo é notório - até em canções que cantam, em seu modo de cultuar e em suas prioridades - portanto, querido Pai, em tua ira; contempla com graça a nossa fragilidade.

Naquele tempo, esta era a oração de Daniel:

"E eu dirigi o meu rosto ao Senhor Deus, para o buscar com oração e súplicas, com jejum, e saco e cinza. E orei ao Senhor meu Deus, e confessei, e disse: Ah! Senhor! Deus grande e tremendo, que guardas a aliança e a misericórdia para com os que te amam e guardam os teus mandamentos; Pecamos, e cometemos iniquidades, e procedemos impiamente, e fomos rebeldes, apartando-nos dos teus mandamentos e dos teus juízos; E não demos ouvidos aos teus servos, os profetas, que em teu nome falaram aos nossos reis, aos nossos príncipes, e a nossos pais, como também a todo o povo da terra. A ti, ó Senhor, pertence a justiça, mas a nós a confusão de rosto, como hoje se vê; aos homens de Judá, e aos moradores de Jerusalém, e a todo o Israel, aos de perto e aos de longe, em todas as terras por onde os tens lançado, por causa das suas rebeliões que cometeram contra ti. Ó Senhor, a nós pertence a confusão de rosto, aos nossos reis, aos nossos príncipes, e a nossos pais, porque pecamos contra ti."
(Daniel 9:3-8)

Neste tempo, esta deve ser a nossa oração.

É bom ouvir o Ministério Koinonya de Louvor cantar sobre nossa posição nesta guerra:
https://youtu.be/kkaKARw3D_M

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário