sábado, 27 de fevereiro de 2016

Que banho refrescante


Estive orando nesta manhã e o meu coração mergulhou no mar da gratidão... Que banho refrescante! Fui citanto - um a um - os lugares por onde Deus me conduziu; rebuscando na lembrança, fatos que marcaram minha vida e meu ministério. Estou convencido de que, vez e outra, devemos viajar ao passado em busca dos recortes, de um tempo que influenciou o nosso modo de ver e de ser; pois o Senhor utilizou as mais diversas situações (umas fáceis, outras difíceis) para fazer de nós aquilo que hoje somos. Estou pensando em vidas que aceitaram se guiar pela direção Deus; todavia, isto não significa que os que viveram fora deste nível não tenham boas histórias para lembrar e contar.

E assim, marcado por sentimento de gratidão a Deus; orei pela continuidade do processo de transformação do nosso ser; e pedi ao Senhor, que me livre da tendência de ver os fatos da vida, sob o ponto de vista do "pró e contra"; pois este modo de ver a vida - além de dividir nossos relacionamentos entre "amigos e inimigos" - nos impede de centrar o foco no propósito de Deus; nos aprisionando no limbo de um suposto destino, com aquela lamentação de sempre: "ninguém gosta de mim"; ou "eu nasci pra sofrer"; ou então: "Eu nem devia ter nascido". Misericórdia! Precisamos amadurecer, até chegar a entender que tudo converge para o propósito de Deus, que permanece firme.

Veja e leia isto: "Que o vosso amor cresça mais e mais em ciência e em todo o conhecimento, Para que aproveis as coisas excelentes, para que sejais sinceros, e sem escândalo algum até ao dia de Cristo; Cheios dos frutos de justiça, que são por Jesus Cristo, para glória e louvor de Deus. E quero, irmãos, que saibais que as coisas que me aconteceram contribuíram para maior proveito do evangelho; De maneira que as minhas prisões em Cristo foram manifestas por toda a guarda pretoriana, e por todos os demais lugares; E muitos dos irmãos no Senhor, tomando ânimo com as minhas prisões, ousam falar a palavra mais confiadamente, sem temor." (Fil. 1:9-14). É assim mesmo que deve ser

Que bênção maravilhosa! É ouvir esta canção, que descreve tão bem o sentido de tudo:
https://youtu.be/YiJAF34RImI

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário