domingo, 14 de fevereiro de 2016

Desafiado a amar


Estou pensando no amor de Deus... Amor puro, doador, sem discriminação. Eu me sinto desafiado a amar deste modo; embora seja algo tão difícil. Afinal, Deus se dispôs a amar o ser humano; este ser condicionado por maldade... Portanto, maldoso, desalmado; enfim... Um ser capaz de distorcer verdades, profanas e sagradas; ser tão distante do rumo da Vida e da casa do Pai. Ser rancoroso, vingativo; as vezes, hediondo. Estou convencido de que o homem não teria futuro, caso Deus não o amasse. Um ser sempre pronto a destruir... Sua vida, seus valores, sua casa. Propenso ao mal; enfim, agente e vítima do pecado que tão de perto o rodeia; até ao ponto de deixar nele suas marcas.

E aqui estou eu, sendo desafiado a amar o ser humano... Aquele que Deus tornou meu parente, meu amigo, meu vizinho... Até mesmo aquele que Satã tornou meu perseguidor, meu algoz, meu inimigo. Algumas vezes, sou levado a me afastar dele; mais por questão de segurança e carência de privacidade. Todavia, como deixar de ama-lo; se Deus o amou de modo incondicional? Sei que não é tão fácil como parece, ao falamos em amor... Pois - diferente do falar - praticar é que torna o amor um desafio! Existem ocasiões, em que não sei se consigo; todavia, posso ir treinando.. Primeiro, com os familiares; e me estendendo aos mais chegados; Enfim, até chegar à quem é tão difícil amar.

Gosto de meditar na Palavra de Deus; pois ela aponta o rumo que devemos seguir; e não apenas o que queremos seguir: "Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e odiarás o teu inimigo. Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus; Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos. Pois, se amardes os que vos amam, que galardão tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo?" (Mateus 5:43-46). Ao pensar no amor de Deus, pergunto: Como é possível viver fora da Palavra?

Em momentos assim, faz bem ouvir esta pérola do Asaph Borba:
https://youtu.be/xK9KlbAoqCk

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário