quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Se quisermos vencer


Existem dias, em que a inspiração chega mais tarde; como se dormisse um pouco mais do que aquele a quem pretende motivar. Estou convencido de que isto acontece com toda gente. Todavia, os desafios do dia a dia são de uma pontualidade britânica... E marcam sua presença, mesmo quando nos sentimos despreparados para lidar com eles. São aqueles dias, em que nos sentimos sós; nos quais, o sobrenatural parece estar ausente; e os amigos parecem estar mais distantes. No entanto, Deus sempre se faz presente, quando alguém quebrantado e contrito se dispõe a orar. Já perdi a conta, dos dias em que me senti deste modo - como uma pequena ilha em pleno oceano e um pequeno oásis no meio do deserto; todavia, tenho a promessa da presença de Deus. Assim eu penso e creio! E isto, pra mim, é bastante!

Dias assim, tornam mais penosa a jornada até o lugar de oração; como se este santo lugar estivesse no topo da mais alta montanha. São dias, em que toda e qualquer atividade de oração se torna um pesado esforço. Talvez por isto, tantos desistam de orar. Me vem à lembrança a presença de Jesus no Getsêmani -  lugar bucólico, convidativo à oração - todavia, palco de grande batalha travada pelo Senhor, para permanecer em oração (Marcos 14.32-34). Assim, neste texto bíblico, vemos Jesus travar a luta que anteciparia sua vitória na cruz. Portanto, ele revela que foi necessária a oração do Getsêmani, para que houvesse a vitória do Calvário. E assim, se quisermos vencer precisamos orar... E isto implica em fazer sacrifício; pois existem dias que são favoráveis e dias que são desfavoráveis à oração.

Jesus orou em um dia mau: "E foram a um lugar chamado Getsêmani, e disse aos seus discípulos: Assentai-vos aqui, enquanto eu oro.E tomou consigo a Pedro, e a Tiago, e a João, e começou a ter pavor, e a angustiar-se. E disse-lhes: A minha alma está profundamente triste até a morte; ficai aqui, e vigiai. E, tendo ido um pouco mais adiante, prostrou-se em terra; e orou para que, se fosse possível, passasse dele aquela hora. E disse: Aba, Pai, todas as coisas te são possíveis; afasta de mim este cálice; não seja, porém, o que eu quero, mas o que tu queres. E, chegando, achou-os dormindo; e disse a Pedro: Simão, dormes? não podes vigiar uma hora? Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca." (Marcos 14:32-38). Devemos orar sempre!

Glória a Deus! Como me faz bem ouvir esta canção entoada por Beatriz Andrade:
https://youtu.be/nLgOx-mzgrc

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário