sábado, 30 de janeiro de 2016

Discernimento capaz


Não conheço melhor fonte do que aquela que corre do trono de Deus e que sempre passa pelo lugar de oração. Portanto, nossa prostração perante o Senhor deve ser frequente e perseverante. Afinal, como beber desta fonte sem orar; e como crescer espiritualmente, sem beber desta fonte? Assim, nesta madrugada, agradeci ao Senhor por me manter sob a graça que me salva e a unção que me valida. Aleluia! E também, por me dar entendimento sobre esta tão importante cobertura; pois, devido ao mistério inerente ao agir de Deus; nós os seres humanos, temos a tendência de confundir a origem daquilo que, neste mundo, nos torna relevantes. E assim, por não entender este mistério; é comum fazermos atribuições e julgamentos equivocados.

Realmente... Por falta de entendimento; é tão comum atribuirmos à Deus, coisas que são do diabo; e ao diabo, coisas que são de Deus. Eu explico: Quantas vezes - ao obtermos uma vantagem que é claramente errada - nos apressamos em dizer que foi Deus quem deu. E, de igual modo, é comum alguém - ao ser provado ou corrigido por Deus - dizer que é o diabo quem o está fazendo sofrer. Ah... Também costumamos atribuir ao homem, coisas que Deus fez. Pois é; tais coisas acontecem devido à falta de entendimento. Então, ainda prostrado, pedi a Deus que me dê um discernimento capaz de distinguir corretamente a causa e origem de certas coisas que acontecem comigo. E saí do lugar de oração, na certeza de ter sido atendido pelo Senhor. Aleluia!

Creio que este texto explica tudo aquilo que eu quis dizer:

"Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus. Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus. As quais também falamos, não com palavras que a sabedoria humana ensina, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais. Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido."
(1 Coríntios 2:11-15)

Portanto, precisamos avaliar as coisas com a mente de Cristo.

Creio que esta canção do Grupo Logos, também ajuda a entender o que eu quis dizer: https://youtu.be/5olR2uaI1Vo

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário