quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Orando com motivos certos


Não tenho a menor dúvida, quanto ao fato de que buscar a Deus - seja em que situação for - será sempre a melhor das atitudes. Não consigo ver um melhor caminho para quem se encontra desorientado, ou melhor um calmante para quem se encontra descontrolado; do que o tempo passado em oração na presença do Deus eterno. Quando oramos com os motivos certos, Deus nos ajuda a ver a verdade como ela é, a vida como ela é, e as pessoas como elas são. Resumindo: Uma visão correta, das pessoas e das coisas, só é possível quando buscamos respostas diante de Deus; nos prostrando perante Ele com o coração contrito.

Na verdade, a nossa própria compreensão de Deus e de Seu propósito só é possível mediante a revelação que vem por meio de uma vida de oração. E esta deve ser a principal razão, de tantos crentes viverem em um tipo de labirinto ou redemoinho; sem saberem quem são ou quem dirige suas vidas: A falta de uma vida de oração crédula, rendida e chorosa. Todavia, quando buscamos a Deus, com o espírito pronto e o coração aberto, somos brindados com o conhecimento de Jesus e do que Ele fez por nós, na cruz do Calvário. E este entendimento não vem meio da carne e do sangue; mas por revelação do Espírito Santo.

O conhecimento da salvação vem pela pregação: "E, chegando Jesus às partes de Cesaréia de Filipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens ser o Filho do homem? E eles disseram: Uns, João o Batista; outros, Elias; e outros, Jeremias, ou um dos profetas. Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou? E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus." (Mat. 16:13-17). E o conhecimento de Deus vem por revelação.

Resolvi dar uma voltinha no passado; e de lá trazer esta "pérola", entoada por Elite, Eliete e Zumira:
https://youtu.be/1X2jtQjACeA

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário