quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Vida de queixas e murmurações


Estou convencido, que inúmeros problemas seriam resolvidos em nossas vidas; se procurássemos entender a verdade sobre nos mesmos; bem como, a realidade daquilo que nos rodeia. No entanto, é algo bem comum ao ser humano pensar de si mesmo, algo que não corresponde ao seu real perfil; e atribuir a si, direitos e méritos que não lhes pertencem; ou que, na verdade, pertencem a todos - grandes e pequenos, pobres e ricos, jovens e velhos - pois o tempo e as oportunidades são dádivas de Deus, disponíveis a todos nós. Infelizmente, por não entendermos a vida deste modo, damos brecha ao adversário para semear sementes impróprias em nosso coração.

Todos nós precisamos saber que as brechas que abrimos em nossas vidas, decorrentes de ofensas e injustiças sofridas, podem produzir sentimentos impróprios em nosso coração (de perda, de mágoa, de autopiedade); então, passamos a viver uma vida de queixas e murmurações; como se fôssemos o centro do universo, merecedores de carinho e atenção de todos. Creio que uma visão correta da Palavra de Deus, pode por fim a este tipo de dor; pois assim Jesus nos falou: "Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo." (João 16:33). Então, cabe a todos nós sacudir a poeira e seguir sempre em frente.

Nesta manhã, penso ser importante refletir sobre estas palavra de Jesus:

"E, abrindo a sua boca, os ensinava, dizendo: Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus; Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados; Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra; Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos; Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia; Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus; Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus; Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus; Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós."
(Mateus 5:2-12)

Que bênção ver como este texto descreve as bem-aventuranças do crente!

Penso ser esta canção, do ministério "Toque no Altar", oportuna a este tipo de reflexão:
https://youtu.be/iwAhBcZ3f78

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário