quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Sou renascido e redimido


Estou convencido de que existem dias bem mais difíceis do que outros... Em que nossa oração deve ser intensificada. Hoje acordei com este sentimento: Como se estivesse remando contra uma forte maré. Então, sentindo minha fragilidade, agradeci a Deus o Seu cuidado para comigo; e pedi que me conceda entendimento suficiente para saber que sou um vaso comum como qualquer outro; e que o que me diferencia de outros vasos tão frágeis como eu é o nível de unção que carrego. Também pedi forças, para não me julgar importante ou melhor que ninguém; e pedi graça, para que eu não pratique o ato vil de viver beijando minha própria mão, ou massageando meu próprio ego; pois, sou renascido e redimido. E isto deve me alegrar e contentar.

Enquanto eu orava sobre isto; senti crescer em meu entendimento, que não devo me incomodar ou afligir em meio a indício de rejeição e sinal de crítica depreciativa à minha pessoa; pois, se "sou o que sou pela graça do Senhor" (1 Coríntios 15:10) é nisto que deve residir o meu contentamento. Ao final da oração fiquei a pensar: Por que as pessoas valorizam tanto a opinião dos outros sobre si? Afinal, o que uma opinião favorável ou desfavorável sobre nós pode fazer, para melhorar o nosso modo de ser e de pensar; ou, de ver a vida? Então, entendi melhor a razão pela qual muitos vivem deprimidos, rabugentos, iracundos: É porque se deixam dominar por mágoa e amargura andando sempre arqueados, pelo peso da pena que sentem de si mesmos.

Não tenho a menor dúvida, quanto ao poder transformador da Palavra de Deus em nosso modo de pensar e de agir: "Que os homens nos considerem como ministros de Cristo, e despenseiros dos mistérios de Deus. Além disso requer-se dos despenseiros que cada um se ache fiel. Todavia, a mim mui pouco se me dá de ser julgado por vós, ou por algum juízo humano; nem eu tampouco a mim mesmo me julgo. Porque em nada me sinto culpado; mas nem por isso me considero justificado, pois quem me julga é o Senhor. Portanto, nada julgueis antes de tempo, até que o Senhor venha, o qual também trará à luz as coisas ocultas das trevas, e manifestará os desígnios dos corações; e então cada um receberá de Deus o louvor." (1 Coríntios 4:1-5). Glória a Deus!

Esta canção, entoada por Bruna Karla, é tonificante para quem vive aprisionado pela autocomiseração, que conduz à depressão:
https://youtu.be/MV2cj5nrs6s

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário