terça-feira, 20 de outubro de 2015

Homem de Deus e de família


Existem dois valores, definitivamente agregados ao meu perfil, por mim considerados absolutos; dos quais jamais abrirei mão! São eles: Deus e família. Portanto, tenho plena consciência de que sou um homem de Deus e um homem de família. Sem a menor pretensão de me apresentar como paradigma (neste ou em qualquer outro ponto); estou convencido de que, estes dois valores definem a qualidade dos relacionamentos, das reflexões, das obras praticadas... Enfim, da vida em seu todo. Amizades e atividades confiáveis são possíveis; quando têm em sua cobertura, estes predicados.

Quando me refiro ao perfil de homem de Deus; não estou pensando na figura clássica de um monge, padre ou rabino; ou mesmo de um pastor. Homem de Deus, segundo minha opinião, é alguém que leva Deus a sério! Que pauta sua vida em Seus ensinos; e que procura se manter próximo a Ele, independente dos títulos que ostente e da formação que tenha. Davi foi reconhecido como homem segundo o coração de Deus antes que imaginasse possuir este atributo. E meu conceito de homem de família, segue a mesma linha de raciocínio. Pois, lealdade e fidelidade são palavras afins à ambos.

Este texto oferece base segura para cultivarmos relacionamentos saudáveis:

"E, sobre tudo isto, revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição. E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos. A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao Senhor com graça em vosso coração. E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai. Vós, mulheres, estai sujeitas a vossos próprios maridos, como convém no Senhor. Vós, maridos, amai a vossas mulheres, e não vos irriteis contra elas. Vós, filhos, obedecei em tudo a vossos pais, porque isto é agradável ao Senhor. Vós, pais, não irriteis a vossos filhos, para que não percam o ânimo."
(Colossenses 3:14-21)

E, no tocante aos relacionamentos, o seu contexto é ainda mais abrangente.

Esta canção combina muito bem com esta reflexão:
https://youtu.be/v_KCMLUO6LI

Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário