segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Sentimentos e pensamentos


Algumas vezes, Deus nos desperta para realidades pessoais com as quais convivemos; mas, que nem sempre nos apercebemos delas. Nesta manhã, ainda durante a oração costumeira, tive uma importante aula acerca disso. Fui certificado pelo Espírito Santo, de que preciso monitorar meus pensamentos e sentimentos; pois, ambos, podem se tornar adversários bem mais perigosos que os nossos adversários mais contundentes. Por exemplo: Os pensamentos tentam nos induzir a pensar que alguém nos trai; ou que fala contra nós; e assim por diante. E os sentimentos? Misericórdia! Estão sempre a se ressentir com alguém; sempre a insinuar que fomos deixados pra trás; que alguém não nos valorizou; enfim... Sempre a tentar nos fazer acreditar e sentir que somos injustiçados, ou algo do gênero. Sentimentos e pensamentos... Que o Senhor nos guarde deles!
 
Como é importante, nos deixarmos ensinar e admoestar pelo Senhor! Como somos edificados, ao darmos ouvidos à Sua voz! E a aula não terminou aqui! Continuei a ouvir, de Deus, que só existe um modo de nos contrapormos a estes ataques internos; ou seja: Precisamos pensar com a mente de Cristo, para podermos pensar com leveza, nas coisas do céu - onde está o nosso eterno tesouro; e da terra - onde o Seu propósito em nós se concretiza; e a nossa missão temporária se consuma. Também, devemos aprender a sentir com o sentimento de Cristo; para sentirmos com pureza, os mais nobres sentimentos que um cristão precisa nutrir em seu coração. Bons sentimentos, em relação às pessoas que nos rodeiam, ainda que nem sempre correspondidos; santos sentimentos em relação à Deus que nos ama e nos torna aptos a sofrer dano e suportar afronta, por Jesus.
 
Que ensinamento este texto traz: "Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus. Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então também vós vos manifestareis com ele em glória. Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a fornicação, a impureza, o afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria; Pelas quais coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência; Nas quais, também, em outro tempo andastes, quando vivíeis nelas. Mas agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca." (Colossenses 3:1-8). Devemos pensar nele!
 
Como é bom ter boas lembranças! Elas trazem, nesta manhã, esta belíssima canção de Álvaro Tito:
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário