segunda-feira, 14 de setembro de 2015

A jornada do cristão


Sempre me surpreendo a pensar, sobre a jornada do cristão por este mundo afora... E fico imaginando a distância que percorremos, ao longo da existência, em um constante sobe e desce. Todavia, é assim o caminho da vida, com retas e curvas intercaladas com subidas íngremes... E descidas perigosas, cansativas; sem que possamos fazer coisa alguma para mudar certas situações que enfrentamos. Enquanto andamos, riso e pranto se intercalam em nossa companhia; algo que não podemos evitar. E assim, como entender ou explicar, lutas que parecem não ter fim? Descobri que, somente recorrendo à Palavra de Deus, alcançaremos o entendimento ideal; capaz de amenizar dores sofridas e de acalmar nossa alma que teima em se inquietar.
 
Enquanto penso em tudo isto; vislumbro algo que todo cristão precisa saber: Que a vida de todos nós percorre certos caminhos previamente traçados; e que - por mais cansativos e assustadores que eles sejam - tentar evita-los pode tornar a vida bem mais difícil. Acredito que a vida cristã é marcada por certas etapas já definidas; as quais precisam ser alcançadas e superadas; não cabendo a nós o poder de altera-las. Quando entenderemos que tanto trabalho como descanso (mais trabalho que descanso), são circunstâncias comuns a todos nós? Então, devemos agradecer a Deus, por nos dar força, e continuar marchando em direção ao Alvo que precisamos alcançar! E ser gratos, por termos a ajuda do Deus que nos sustenta e acalma o nosso espírito.
 
É muito importante meditarmos neste texto:
 
"Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus. Por isso todos quantos já somos perfeitos, sintamos isto mesmo; e, se sentis alguma coisa de outra maneira, também Deus vô-lo revelará. Mas, naquilo a que já chegamos, andemos segundo a mesma regra, e sintamos o mesmo. Sede também meus imitadores, irmãos, e tende cuidado, segundo o exemplo que tendes em nós, pelos que assim andam. Porque muitos há, dos quais muitas vezes vos disse, e agora também digo, chorando, que são inimigos da cruz de Cristo, Cujo fim é a perdição; cujo Deus é o ventre, e cuja glória é para confusão deles, que só pensam nas coisas terrenas. Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, Que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas."
(Filipenses 3:13-21)
 
Ele demonstra o nosso dever de perseverar.
 
Já perdi a conta, das vezes em que cantei este cântico. Sempre fui edificado com a canção "Deus tem um plano" - do LP "Deus e a natureza" - tão bem interpretada por Vitorino Silva:
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário