segunda-feira, 13 de julho de 2015

Toda a vigilância é pouco

 
Ontem, manhã de arrumação de malas... E o X Concílio Geral à nossa espera! De hoje, até sábado; tempo de discussões e tempo de decisões resultantes de escolhas. Muitos wesleyanos têm orado sobre este tempo. A Palavra de Deus afirma que "todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito." (Romanos 8:28). Sempre acreditei nas promessas da Palavra; portanto, creio na exatidão deste texto! Entretanto, como se tornou dito comum no meio dos crentes: Oração nunca é demais! Então, continuemos em oração!
 
A fidelidade de Deus é indiscutível; e assim, podemos descansar no Senhor, mesmo trabalhando com afinco pelo bem do povo de Deus. Todavia, Sua fidelidade não dispensa a nossa fidelidade; e isto, precisamos ter sempre na lembrança! Como já tenho dito tantas vezes: Deus nunca nos levará aonde Sua graça não nos possa proteger. Sei que existem aqueles que discordam desta afirmação; mas o fato de nós discordarmos dela, não invalida a sua exatidão. Cada um de nós temos responsabilidades inerentes ao chamado do Senhor e à nossa posição em Cristo. Assim, toda a vigilância é pouco!
 
Em tempos como estes, estejamos atentos a este texto: "Olhai, vigiai e orai; porque não sabeis quando chegará o tempo. É como se um homem, partindo para fora da terra, deixasse a sua casa, e desse autoridade aos seus servos, e a cada um a sua obra, e mandasse ao porteiro que vigiasse. Vigiai, pois, porque não sabeis quando virá o senhor da casa; se à tarde, se à meia-noite, se ao cantar do galo, se pela manhã, Para que, vindo de improviso, não vos ache dormindo. E as coisas que vos digo, digo-as a todos: Vigiai." (Marcos 13:33-37). Ele nos adverte quanto à urgência de vigilância e oração!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário