quinta-feira, 16 de julho de 2015

Madrugada é minha opção


Nesta madrugada estive orando a Deus, como geralmente faço. Sempre que me refiro à minha vida de oração, sei que corro o risco de ser mal entendido. Também sei, que existe certa polêmica quanto a melhor hora de se orar; até porque, a oração deve ser praticada em todo tempo. Quanto a mim, não sou de me preocupar com a opinião dos homens a este respeito; contanto, que cada um esteja inteiramente seguro de estar mantendo sua vida de oração em dia. Reconheço que tenho preferência pela oração de madrugada; mas se trata de uma questão pessoal (é o momento em que me sinto em melhor condição de me estender aos pés do Senhor). Entendo que oração é algo tão bom, que precisa ser praticado em todo tempo; e a madrugada é minha opção.
 
Enquanto estive prostrado... Louvei a Deus por saber, que tudo de bom que consigo ver em minha vida tem origem em Sua graça e Seu amor. Uma coisa que me comoveu, foi perceber que minhas maldades de outrora vão ficando cada vez mais distantes, em algum lugar do passado; me sinto livre delas! E isto é muito bom sentir. Dentro de três dias, teremos a abertura de mais um concílio geral... Agradeci a Deus pelo tempo gasto em servir; e me coloquei disponível a um novo tempo como servo, se Ele quiser me usar. Pois à todos nós que servimos no ministério, deve existir uma alegria bem maior do que servir. Portanto, seja sob nomeação ou jubilação; seja vivendo ou morrendo; o que importa mesmo é termos a plena certeza de que pertencemos ao Senhor!
 
Vemos na Palavra de Deus a razão de ser e existir: "Porque nenhum de nós vive para si, e nenhum morre para si. Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos do Senhor. Porque foi para isto que morreu Cristo, e ressurgiu, e tornou a viver, para ser Senhor, tanto dos mortos, como dos vivos. Mas tu, por que julgas teu irmão? Ou tu, também, por que desprezas teu irmão? Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Cristo. Porque está escrito: Como eu vivo, diz o Senhor, que todo o joelho se dobrará a mim, E toda a língua confessará a Deus. De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus." (Romanos 14:7-12). Nela, também encontramos conforto e paz!
 
Procure ouvir e refletir sobre esta canção entoada pelo Coral Silva:
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário