domingo, 5 de julho de 2015

É preciso algo mais


Hoje promete ser um dia intenso, com alguns problemas administrativos a ser encarados e resolvidos. Portanto, preciso estar ao pé da Fonte que me supre e direciona. No entanto, minha maior preocupação continua sendo a evolução da maldade; que difere de tudo que se tem visto e ouvido, desde o alvorecer da civilização. Vejo surgir neste tempo, uma onda de demonismo que percorre o mundo, despertando paixões até então adormecidas; mas agora em evidência, livres dos condicionamentos sociais e morais aos quais estavam cativas. Não tenho dúvida quanto ao estado de possessão em que vive a massa humana; e, em meio a ela, muitos conhecidos nossos; e gente que amamos. Não digo que seja o fim; mas digo que, demônios presentes na fala e decisão de muitos, trazem em sua esteira as cenas do apocalipse.
 
Nestes dias, percebo também o equívoco de muitos cristãos; ao pensarem que emoção e intelecto podem, por si só, trazer unção de Deus sobre sua vida. Eu digo que conhecimento sobre Deus é algo diferente de intimidade com Deus. Sei que religiosidade refinada por conceitos válidos, pode levar um cristão sincero a uma noção acertada sobre Deus e sobre a vida futura. Jó detinha este conhecimento informal - verdadeiro sim, mas insuficiente. E ele mesmo reconhece sua carência antes do seu encontro com Deus: "Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te veem os meus olhos. Por isso me abomino e me arrependo no pó e na cinza." (Jó 42:5,6). Sei que emoção condicionada e intelecto orientado pode até nos levar a um viver cristão equilibrado; todavia, para termos intimidade com Deus, é preciso algo mais.
 
Em dias como os de hoje, o povo de Sodoma atraíram sobre si a ira de Deus: "E disse o Senhor: Ocultarei eu a Abraão o que faço, Visto que Abraão certamente virá a ser uma grande e poderosa nação, e nele serão benditas todas as nações da terra? Porque eu o tenho conhecido, e sei que ele há de ordenar a seus filhos e à sua casa depois dele, para que guardem o caminho do Senhor, para agir com justiça e juízo; para que o Senhor faça vir sobre Abraão o que acerca dele tem falado. Disse mais o Senhor: Porquanto o clamor de Sodoma e Gomorra se tem multiplicado, e porquanto o seu pecado se tem agravado muito, Descerei agora, e verei se com efeito têm praticado segundo o seu clamor, que é vindo até mim; e se não, sabê-lo-ei." (Gênesis 18:17-21). E o crente Abraão colheu frutos de uma vida em intimidade com Deus.
 
Em dias tão confusos; é sempre bom saber que nossa luta não é contra a carne e o sangue; mas sim contra demônios. Enaunto refletimos, ouçamos esta bela canção do Ministério Koinonya Internacional:
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário