terça-feira, 19 de maio de 2015

Até a verdade desconhecida


Estamos iniciando uma viagem; que precisa começar cedo, pois promete ser longa. Já marquei presença no lugar de oração, que é onde o dia deve ser iniciado. E fico a pensar comigo mesmo: Que amor é este; que nos assiste e motiva em meio às circunstâncias da vida? Que aponta o rumo de uma estrada jamais percorrida; cujo destino é o céu! Que graça é esta; que serve de manto e refrigério em meio às intempéries do tempo? Que reveste um ser tão frágil, chamado homem, a ponto de torná-lo capaz de suportar desafios dos mais diversos tipos! Que Deus é este; que nos amou tanto, que nos deu Seu Filho e nos brindou com eterna graça salvadora? Ele é o Deus de amor e graça, que nos ama como ninguém!
 
Enquanto fico a pensar... Posso sentir o quanto Ele me ama e me guarda! E, ainda bem, isto não é só comigo! Pois, meus familiares, meus amigos, meus irmãos... E até os que me querem mal sobrevivem deste amor e proteção. É bem verdade, que tamanho cuidado não é garantia de que não teremos aflições neste mundo; posto que, o próprio Senhor Jesus deixou bem claro que as aflições fazem parte do curso da existência. Todavia, mesmo em meio às tribulações desta vida; podemos nos considerar bem-aventurados; pois temos um Intercessor no céu (Jesus), que sempre intercede por nós; e um Condutor na terra (o Espírito Santo), que nos guia em toda a verdade revelada - rumo à verdade desconhecida!
 
O amor de Deus é real! "Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor. Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos. Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados. Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros. Ninguém jamais viu a Deus; se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeito o seu amor." (1 João 4:7-12). Como é santo este amor!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário