sábado, 23 de maio de 2015

Perguntas e mais perguntas


Existem algumas questões na vida, que jamais serão devidamente respondidas. Na verdade, o que as torna relevantes ou conflitantes em nossa vida é o modo como lidamos e convivemos com elas. Posso até dar alguns exemplos: "Por que sou assim?"; "por que nasci assim?"; por que preciso passar por isso?"; "por que alguns sofrem tanto?" Enfim... "Por que existe tanta injustiça no mundo?"; "Por que Deus não interfere em meu sofrimento?"... A grande verdade (fato que não pode ser modificado) é que vivemos no mundo das perguntas. Elas sempre existirão, enquanto aqui vivermos; independente da evolução social, cultural ou mesmo espiritual. São perguntas e mais perguntas; algumas sem sentido aparente. E, como eu afirmei, o modo como lidamos com elas definem nossa qualidade de vida.
 
Porém, se este é o mundo das perguntas; onde as ouvimos de pessoas conhecidas e desconhecidas (muitas vezes, as ouvimos em nosso próprio íntimo); posso afirmar que existe um mundo das respostas! Mundo para o qual todos nós caminhamos, sem que possamos alterar o curso desta jornada. Nele, saberemos o "por que" de tanta coisa que nos marcou e incomodou nesta vida. Nele, teremos uma novo nome e uma nova identidade; e conheceremos como somos conhecidos. Nele, finalmente poderemos entender por que passamos por lutas e provações neste mundo. Todavia, este saber já não causará efeito algum em nosso modo de ser e de agir; pois, o fato de termos nascido de novo em Cristo definirá o nosso viver no céu; onde as respostas serão conhecidas, mesmo sem serem ouvidas.
 
A Palavra de Deus - como neste lindo texto, com um contexto igualmente lindo - aponta para um mundo surpreendente; onde o passado será esquecido: "Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos; Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado. Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino. Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido. Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor." (1 Coríntios 13:9-13). Nele o amor de Deus, por si só, responde a todas as questões da vida! Aleluia!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário