sexta-feira, 8 de maio de 2015

Há futuro para minha crença


Estive na presença do Senhor, agradecendo pela bendita esperança que carrego comigo. Que bênção é saber que minha fé não é vã; que há futuro para minha crença! Sou grato ao Senhor, por trazer comigo a certeza de que não vai longe o dia, em que mártires e anjos se misturarão na mais gloriosa celebração; que olhos nunca viram e ouvidos jamais ouviram! Enquanto eu orava, também combatia contra a própria mente carnal, sempre resistente às promessas que falam de um novo dia, de uma nova história. É verdade, reduzi meu raciocínio ao cativeiro do mistério! Pois, afinal, como posso eu deixar de ouvir a voz do céu, para ouvir a voz da razão? Insisto em me apegar às promessas, que falam de um novo tempo; pois sei que, após o renascimento já consumado, virá o arrebatamento já prometido! Louvado seja Deus!
 
Enquanto estive em oração, agradeci a Deus por fazer parte do povo da cruz, que é também o povo da Aliança; e poder viajar no carro de fogo chamado Esperança! E louvei a Deus por ter em minha vida o selo da Promessa e ao meu dispor a bolha de imunidade, que envolve e protege minha querida esposa, filhos genro, nora e netos (minha pequena casa), em um mundo que entroniza o pecado e despreza o sagrado. Enquanto eu orei, me veio ao espírito a canção do Ministério Koinonia: "Te exaltamos oh Cordeiro Santo de Deus E declaramos as tuas maravilhas; Teu Espírito se manifestará nesses dias, trazendo vitória às nossas vidas. Quem intentará Contra o braço forte do Senhor? Quem impedirá o seu agir? Quem poderá nos resistir? Se a palavra de vitória Já foi liberada a nós." Bendita paz eu pude sentir!
 
Todo cristão deve manter seus olhos nas promessas de Deus; e esta e uma (dentre muitas) divina promessa: "Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me; Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á. Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma? Porque o Filho do homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então dará a cada um segundo as suas obras. Em verdade vos digo que alguns há, dos que aqui estão, que não provarão a morte até que vejam vir o Filho do homem no seu reino." (Mateus 16:24-28). Bendita promessa esta! Vale a pena viver e morrer por ela!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário