sexta-feira, 3 de abril de 2015

Brilho da sombra de Deus


Ao buscar a presença do Senhor nesta manhã, fiquei a pensar no salmista... Em sua iniciativa de despertar o saltério e a harpa, enquanto se antecipava à alva. Talvez, por ter o mesmo sentimento, me lembrei deste texto sagrado. É que não posso imaginar um dia favorável, sem que a oração esteja na base do mesmo! Então, me recolhi ao lugar de oração e adorei com este cântico: "Nós te adoramos, ó Deus Emanuel! Rei dos reis, Pão da vida, Mestre e Senhor! E por toda Eternidade quero louvar-te; cada dia mais, minha vida entregar." Acredito que este sentimento une os verdadeiros adoradores - independente das distâncias e das épocas que os separem - pois a sinfonia da genuína adoração se completa com cada canto ou clamor de um verdadeiro adorador. Foi o que eu senti nesta manhã, enquanto prostrado no lugar de oração.
 
Na medida que, do meu escritório, via o despertar da alva; me dei conta de que a vida só é valorizada em plenitude, por quem conhece um pouco mais o Deus verdadeiro. E me lembrei de Moisés... De sua insistência em querer ver a face do Senhor; quando foi por Deus advertido quanto ao perigo desta visão. Então, da fissura da pedra em que foi protegido, teve que se contentar em ver sua sombra. E quando a sombra de Deus passou por onde ele estava; é provável que tenha agradecido ao Pai por ter sido guardado na fenda da rocha; pois o intenso brilho da sombra de Deus poderia tê-lo incinerado. Na verdade, a impureza inerente ao ser humano está sempre a espreita; esperando a chance de se apegar à vida do crente. No entanto, a luz da presença de Deus pode mantê-la distante dos que estão perto dele.
 
Sempre que me debruço sobre os Salmos da Bíblia - assim como este que posto - percebo que são mensagens proféticas ao nosso dispor: "Preparado está o meu coração, ó Deus; cantarei e darei louvores até com a minha glória. Despertai, saltério e harpa; eu mesmo despertarei ao romper da alva. Louvar-te-ei entre os povos, Senhor, e a ti cantarei louvores entre as nações. Porque a tua benignidade se estende até aos céus, e a tua verdade chega até às mais altas nuvens. Exalta-te sobre os céus, ó Deus, e a tua glória sobre toda a terra. Para que sejam livres os teus amados, salva-nos com a tua destra, e ouve-nos." (Salmos 108:1-6). Acredito que muitos crentes teriam uma vida cristã de melhor qualidade, se buscassem ouvir a voz de Deus através dos salmos. É sempre bom e agradável refletir sobre eles!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário