quinta-feira, 12 de março de 2015

Senti paz ao cantar


Em certas ocasiões, somos despertados a buscar a Deus mais cedo. Em ocasiões assim, não devemos fazer "corpo mole"; pois a oração pode ser em caráter de urgência. Vivemos em um país tingido com o sangue de pessoas feridas e mortas pelo espírito de violência; sem falar no modo como somos roubados e humilhados por agentes públicos eleitos por nós, para nos dar ao menos a sensação de segurança e de paz que eles mesmos acabam por nos negar. Então, penso naquele antigo cântico de Adhemar de Campos: "Haverá um Justo que domine Sobre os homens no temor de Deus. Haverá um Justo que domine Sobre os homens no temor de Deus. E será como a luz da manha, Quando sai o sol na manhã sem nuvens. E será como o sol da justiça, A resplandecente estrela da manhã." Senti paz ao cantar este cântico.
 
Continuando a refletir sobre o clima de violência que vivemos em nosso país; pensei nas palavras de Jesus: "Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo." (João 16:33). Então, cantei a estrofe seguinte do cântico: "Cristo é o justo que domina Sobre os homens no temor de Deus. Ele é como a luz da manhã, Quando sai o sol na manhã sem nuvens. Ele é o sol da Justiça, A resplandecente estrela da manhã. Deus firmou eterna aliança; E enviou Jesus pra nos salvar. Dele é o trono de Davi E reinará para todo sempre." Existem canções, que o tempo não tem o direito de esconder em suas brumas; e esta é uma delas! Pois retransmite o sentimento de Davi; uma das mais belas expressões de crença em dias melhores. Louvado seja Deus para todo o sempre!
 
Sobre este texto esta música se assenta: "E estas são as últimas palavras de Davi: Diz Davi, filho de Jessé, e diz o homem que foi levantado em altura, o ungido do Deus de Jacó, e o suave em salmos de Israel. O Espírito do Senhor falou por mim, e a sua palavra está na minha boca. Disse o Deus de Israel, a Rocha de Israel a mim me falou: Haverá um justo que domine sobre os homens, que domine no temor de Deus. E será como a luz da manhã, quando sai o sol, da manhã sem nuvens, quando pelo seu resplendor e pela chuva a erva brota da terra. Ainda que a minha casa não seja tal para com Deus, contudo estabeleceu comigo uma aliança eterna, que em tudo será bem ordenado e guardado, pois toda a minha salvação e todo o meu prazer está nele, apesar de que ainda não o faz brotar." (2 Samuel 23:1-5). Glória a Deus!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário