terça-feira, 3 de março de 2015

Meu espírito se acalmou


Nesta madrugada, fui despertado com forte desejo de interceder por meus irmãos sofredores do oriente médio. Ao pensar em minha vida, lamentei não corresponder ao pleno propósito do Senhor; todavia, me confortei na certeza de que Seu perdão e amor, Sua graça e favor, Sua unção e temor se manifestam em minha vida. E então, senti paz e alegria em meu interior! E cantei: "Renova-me, Senhor Jesus; Já não quero ser igual! Renova-me, Senhor Jesus; Põe em mim teu coração! Porque tudo que há dentro de mim, Necessita ser mudado, Senhor! Porque tudo que há dentro do meu coração, Necessita mais de Ti!" Senti o fluir da unção do Espírito enquanto cantava, tomado por profundo quebrantamento! Glória a Deus!
 
Logo em seguida, fui lembrado do forte desejo que me levou a orar tão cedo... E clamei por meus irmãos que estão sob jugo dos inimigos da cruz de Cristo. Chorei ao pensar nas mulheres escravizadas e nas crianças brutalizadas, sob o domínio da crueldade em forma de gente. Mas fui confortado pelo Senhor ao contemplar a cena da cruz: Incontáveis peregrinos, seguindo o Crucificado; cada um deles com sua cruz ao ombro, seguindo trôpegos - estrada afora - sem perder de vista o Guia e Senhor com seu corpo arqueado sob o peso da pesada cruz, ainda mais pesada pela dor e pecado de toda a humanidade. Então, meu espírito se acalmou e minha dor diminuiu... Pois, vi a recompensa para quem sofre por Jesus!
 
Este é o convite de Jesus: "E chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me. Porque qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, mas, qualquer que perder a sua vida por amor de mim e do evangelho, esse a salvará. Pois, que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma? Ou, que daria o homem pelo resgate da sua alma? Porquanto, qualquer que, entre esta geração adúltera e pecadora, se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai, com os santos anjos." (Marcos 8:34-38). Bem-aventurado aquele que o aceitar!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário