terça-feira, 10 de março de 2015

Inscrito no céu, temido no inferno


Sempre que estou diante do Senhor em oração; sou invadido por sentimento de dor e prazer que se misturam produzindo quebrantamento... E uma sensação de alegria que não consigo definir (tem tudo a ver com segurança). Então, nesta manhã, ao pensar na alegria do Senhor que guardo comigo; pude perceber que é comum, nos inebriarmos com conquistas e com sucesso pessoal, até ao ponto de delirarmos e perdermos o sentido prático da existência. Creio que isto acontece com toda gente. Refletindo sobre isso, me dei conta de que a nossa maior alegria não deve ser provocada por um trabalho bem sucedido ou por uma grande vitória; ou mesmo por uma grande conquista... Pois, nossa maior alegria deve ser a de sabermos com certeza que nosso nome está por Jesus escrito no Livro da Vida (Lucas 10.20). Então, louvei a Deus por ter me dado este sentimento e este entendimento!
 
Na verdade, o prazer e alegria deste mundo é sentimento circunstancial e passageiro; de sorte que o prazer de hoje pode se transformar no desgosto de amanhã; e o sonho inebriante de uma noite colorida pode se tornar no pesadelo do dia seguinte. São inúmeros os casos de pessoas que se adormeceram envoltas no véu da alegria e despertaram cobertas com o manto da tristeza. A vida humana é assim... Os dias se sucedem, um após o outro, intercalando tristeza e alegria na vida de qualquer um; mesmo dos cristãos mais piedosos. Assim, em nossa condição de filhos de Deus; ao fazermos um balanço da vida, a única coisa que restará no final é a convicção de que Deus nos recebeu por filhos e nos deu uma herança eterna e inesgotável no céu; onde viveremos para sempre com o Senhor; isto, se formos fiéis até a morte. E isto está devidamente selado, com o nosso nome inscrito no céu e temido no inferno.
 
Na Bíblia sagrada, encontramos textos maravilhosos que nos falam da vida futura no céu, onde o pranto nosso de cada dia se transformará no prazer nosso pra todo sempre. Este texto é um deles: "Em verdade, em verdade eu vos digo que chorareis e vos lamentareis, e o mundo se alegrará; vós ficareis tristes, mas a vossa tristeza se converterá em alegria. A mulher quando está para dar à luz tem tristeza, porque a sua hora é chegada; mas, depois de nascido o menino, já não se lembra da aflição, pelo prazer que tem de ter nascido ao mundo um homem. Assim também agora vós tendes tristeza; mas outra vez vos verei e o vosso coração se alegrará; e a vossa alegria ninguém poderá tirar." (João 16.20-22). Na verdade, este texto revela a verdadeira Fonte da nossa alegria; alegria que tem nome e se chama Jesus, nosso Senhor e Salvador. Neste mundo, sofremos aflições; descanso e prazer, encontramos em Jesus!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário