sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Três premissas errôneas


Existem alguns valores, nesta vida, pelos quais vale a pena lutar; família e saúde estão entre os mais importantes. Todavia, estou convencido de que, vida espiritual nos moldes bíblicos é o mais importante deles; pois todos os demais valores pelos quais lutamos, ficam na dependência de nosso bom relacionamento com Deus, definido segundo os ensinos da Bíblia. Tenho notado ser bem mais comum do que muitos pensam, os erros cometidos em nome da crença; ao tentarmos interpretar ou aplicar, mediante nossa  frágil compreensão, postulados nem sempre claros à razão humana. Tenho me preocupado com isto; pois, o cristão depende de uma visão clara e inequívoca do propósito de Deus - iluminada pelo Santo Espírito - para ter uma vida espiritual depurada de erros doutrinários de pequena ou grande monta.
 
Sobre esta questão; tenho percebido que os equívocos relacionados ao conhecimento de Deus, partem de três premissas errôneas:
 
1) Erramos ao IGNORAR verdades fundamentais da vida cristã; 2) Erramos ao agir por INCREDULIDADE quando relutamos em aceitar os milagres e revelações de Deus; 3) E, erramos quando movidos por CONDICIONAMENTO bíblico errado, adulteramos o sentido de um texto. Penso que, dos três, o mais nocivo é o condicionamento bíblico fruto de um discipulado vicioso; sendo esta é a causa das heresias existentes entre nós. Creio que o ensino espúrio arvorando base bíblica causa mais dano que ignorância ou incredulidade; por ser a principal causa de atos de loucura praticados em nome de Deus; e das grandes divisões provocadas no "Corpo de Cristo". Então, se quisermos opiniões sobre Deus; podemos obtê-las de qualquer um; todavia, discernimento e revelação, só pelo Espírito Santo.
 
Este texto dispensa comentários: "Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei. E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo. Do pecado, porque não crêem em mim; Da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais; E do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado. Ainda tenho muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora. Mas, quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir. Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu, e vo-lo há de anunciar." (João 16:7-14). Somente o Espírito Santo pode nos livrar do espírito de engano.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário