domingo, 8 de fevereiro de 2015

Se orarmos a Deus

Foto: Achei por bem levantar bem mais cedo para orar, pois o dia promete ser longo. Fui despertado por Maria Célia, que retornava de seu momento de oração; então, resolvi dar continuidade à intercessão iniciada por ela nesta madrugada. Até porque, ela estará viajando, logo de manhã, para uma reunião administrativa com liderança do "Desperta Débora", com vista à comemoração neste sábado, dos vinte anos de existência deste ministério. Quanto a mim, estarei seguindo para mais uma reunião do Colégio Episcopal. Como todos podem perceber; fatos como estes já seriam de bom tamanho para um bom tempo de oração, aos pés do Senhor.

Mas existem outros assuntos que precisam ser levados em oração; tais como: A crescente perseguição contra cristãos em vários lugares; a violência crescente nas grandes e pequenas cidades deste país chamado Brasil; os crescentes desafios no seio familiar, que não devem ser enfrentados antes de prostração diante do Pai; pois só existe um modo de lidar bem com os mesmos: O modo certo! E este, só conseguimos entender com riqueza de detalhes, se orarmos a Deus. Então, depois de buscarmos a face do Senhor, podemos apreciar com calma o canto dos pássaros e aspirar o perfume das flores, enquanto cuidamos das obrigações.

Achei por bem levantar bem mais cedo para orar, pois o dia promete ser longo. Fui despertado por Maria Célia, que retornava de seu momento de oração; então, resolvi dar continuidade à intercessão iniciada por ela nesta madrugada. Até porque, ela estará viajando, logo de manhã, para uma reunião administrativa com liderança do "Desperta Débora", com vista à comemoração neste sábado, dos vinte anos de existência deste ministério. Quanto a mim, estarei seguindo para mais uma reunião do Colégio Episcopal. Como todos podem perceber; fatos como estes já seriam de bom tamanho para minha permanência por um bom tempo em oração, aos pés do Senhor.
 
Ocorre, que existem outros assuntos que precisam ser levados a Deus em oração; tais como: A crescente perseguição contra cristãos em vários lugares da terra; a violência crescente nas grandes e pequenas cidades deste país chamado Brasil; os crescentes desafios no seio familiar, que não devem ser enfrentados antes de prostração diante do Pai; pois só existe um modo de lidar bem com os mesmos: O modo certo! E este, só conseguimos entender com riqueza de detalhes, se orarmos a Deus. Assim, depois de buscarmos a face do Senhor, podemos apreciar com calma o canto dos pássaros e aspirar o perfume das flores, enquanto cuidamos das obrigações.
 
Precisamos saber que a oração aceita aos olhos do Pai tem caráter preventivo:
 
"Em verdade vos digo que não passará esta geração até que tudo aconteça. Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras não hão de passar. E olhai por vós, não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia. Porque virá como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a terra. Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem."
(Lucas 21:32-36)
 
Portanto, devemos orar sempre, ainda que a resposta esperada não seja imediata.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário