sábado, 21 de fevereiro de 2015

Recorrendo aos intercessores


Ainda no início de uma madrugada um tanto fria, senti necessidade de estar no lugar de oração; pois é curvado perante o Pai eterno que encontro descanso para a exaustão e resposta para os questionamentos. Tenho feito isto a bastante tempo; pois aprendi que este é o melhor lugar para um crente trazer seus problemas e conflitos. Tenho aprendido que não precisamos estar com problemas para manter vida de oração; pois esta é a maior necessidade na vida de qualquer cristão. Na verdade, tenho notado que é na presença de Deus, que alguns problemas ocultos aos olhos costumam se manifestar. Portanto, o lugar de oração é - ao mesmo tempo - um lugar de resolução e um lugar ideal para uma visão aprimorada.
 
Assim, nesta madrugada fui inteirado de que preciso muito das orações dos meus intercessores e também daqueles que não têm o hábito de orar por mim; pois tenho um trabalho a fazer e lutas a enfrentar; e não posso cuidar destas coisas por meus próprios meios ou com minhas próprias forças. Preciso conhecer e considerar o grau de importância dos adversários e das adversidades... Daí a necessidade de pedir ajuda aos intercessores. Em horas assim, vejo como é importante mantermos e cultivarmos uma vida de oração capaz de dar suporte eficaz; e também estender o círculo de oração aos crentes que podem interceder em nosso favor. Aprendi que os interesses espirituais devem se sobrepor aos demais interesses na vida.
 
Ao travar minhas lutas, este é o texto ao qual mais recorro:
 
"Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes.Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; E calçados os pés na preparação do evangelho da paz; Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos, E por mim; para que me seja dada, no abrir da minha boca, a palavra com confiança, para fazer notório o mistério do evangelho, Pelo qual sou embaixador em cadeias; para que possa falar dele livremente, como me convém falar."
(Efésios 6:13-20)
 
E nele consta a necessidade de orarmos uns pelos outros.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário