segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Dever de orar e vigiar sempre

Foto: Existem dias, em que nos sentimos ainda menores do que na verdade somos; especialmente quando precisamos lidar com certos problemas e doenças próprias da natureza humana. Em ocasiões assim, urge percorrer o caminho que nos leva ao lugar de oração. Na verdade, o lugar de oração deve merecer nossa atenção e presença frequente; mesmo quando os dias estão favoráveis em todos os aspectos; mesmo quando a vida sinaliza com sorrisos e abraços. Na verdade, dias de alegrias e conquistas devem ser regados com as orações mais chorosas e rendidas - mesmo que intercaladas com esfuziante gratidão - pois todos nós temos a tendência de desguarnecer os flancos, em momentos festivos. Orar e vigiar sempre!

Nesta manhã, me senti mal disposto; coisa que raramente acontece. Eu me despertei e insisti comigo mesmo, em continuar deitado. Todavia, decidi não dar ouvidos à voz de minh'alma. Levantei com alguma dificuldade, tateando no escuro; e fui me refugiar no lugar de oração. Então, ali, como sempre; chorei um pouco, intercedi por meus familiares e amigos, agradeci a Deus todo o bem que tenho recebido dele; ah... E orei expondo minha fragilidade. Em seguida, tomei água e fui me deitar novamente. Nem seria necessário dizer, que acordei muito bem disposto, de bem com Deus e com a vida; pois a mão do Senhor veio em meu socorro e agiu em meu favor. Enfim, o que mais posso querer nesta vida... Se tenho o cuidado de Deus sobre mim?!

Existem certos dias, em que nos sentimos ainda menores do que na verdade somos; especialmente, quando somos obrigados a lidar com certos problemas e doenças próprias da frágil natureza humana. Então, em ocasiões assim, urge percorrer o caminho que nos leva ao lugar de oração. Na verdade, o lugar de oração deve merecer toda a nossa atenção; e também nossa presença frequente. Assim, especialmente quando os dias estão favoráveis em todos os aspectos; e, mesmo quando a vida sinaliza com sorrisos e abraços, devemos priorizar a oração. Na verdade, entendo que os dias de alegrias e conquistas devem ser preferencialmente regados com as orações mais chorosas e rendidas - mesmo que sejam intercaladas com esfuziante gratidão - pois todos nós temos a tendência de desguarnecer os flancos, em momentos festivos. Portanto, é nosso dever orar e vigiar sempre!
 
Nesta manhã, me senti mal disposto; coisa que raramente acontece comigo. Eu me despertei e insisti comigo mesmo, em continuar deitado devido à indisposição. Todavia, consciente da necessidade de orar, decidi não dar ouvidos à voz de minh'alma. Mesmo levantando com alguma dificuldade e tateando no escuro, fui me refugiar no lugar de oração. Então, ali prostrado em oração, chorei um pouco; intercedi por meus familiares e amigos; e agradeci a Deus todo o bem que tenho recebido dele. Ah... E orei expondo perante o Senhor a minha fragilidade. Em seguida, tomei água e fui me deitar novamente. Nem seria necessário dizer que acordei muito bem disposto, de bem com Deus e com a vida; pois a mão do Senhor veio em meu socorro e agiu em meu favor. Enfim, o que mais posso eu querer nesta vida... Se tenho o cuidado de Deus sobre mim?!
 
A vida de oração precisa se impor aos problemas pessoais: "Então chegou Jesus com eles a um lugar chamado Getsêmani, e disse a seus discípulos: Assentai-vos aqui, enquanto vou além orar. E, levando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se muito. Então lhes disse: A minha alma está cheia de tristeza até a morte; ficai aqui, e velai comigo. E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres. E, voltando para os seus discípulos, achou-os adormecidos; e disse a Pedro: Então nem uma hora pudeste velar comigo? Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca." (Mateus 26:36-41). Somente assim, conseguimos vencer e prevalecer.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário