quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

É meu dever vigiar e orar


Hoje senti desejo de falar sobre oração; embora eu saiba que nunca é fácil ensinar ou falar sobre a arte de orar. Na verdade, sempre que discorremos sobre oração, corremos o risco de não dizermos o suficiente; ou de errarmos naquilo que dizemos. Sempre ouço crentes falarem em defesa da oração, como se fossem os seus guardiães; assim como ouço crentes questionarem o modo como outros crentes oram, como se eles soubessem o ponto exato e a postura apropriada que alguém deve ter ao orar. Dai o que disse acima, sobre o fato de nunca ser fácil falar sobre oração. Ensinar ou falar sobre oração é sempre difícil; porém... Mais difícil ainda é pô-la em prática.
 
Considerando este lado da questão, venho fazer a seguinte recomendação aos cristãos tendentes ao juízo crítico: Jamais critique alguém pela posição em que ora ou pelo modo como ora. Se o teu pastor ora no púlpito; ou se ora de joelhos, virado pra frente ou pra trás; se ora em pé ou andando; em choro ou em riso; em voz audível ou silenciosa... Tenha cautela em seu modo de julgar ou de opinar; pois neste quesito não cabe uma segunda ou terceira opinião; é um assunto entre quem busca e Quem é buscado. Afinal, por que jogar palavras ao vento correndo o risco de ser condenado por elas? Todavia, se insistir em criticar; critique a falta de oração.
 
Neste texto, a oração é um dos componentes da preparação: "Em verdade vos digo que não passará esta geração até que tudo aconteça. Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras não hão de passar. E olhai por vós, não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia. Porque virá como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a terra. Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem." (Lucas 21:32-36). Portanto, devo vigiar e orar.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário