domingo, 31 de agosto de 2014

Perfeita ela não é

Foto: Enquanto eu me preparo para fazer uma pequena viagem à Muriaé, para ministrar no "Seminário de Homens Corajosos"; fico a pensar em dois assuntos distintos: O primeiro, diz respeito ao dia de ontem: Pela manhã, tivemos abençoada reunião com a liderança do Distrito de Cataguases (os líderes estavam presentes, ávidos por avançar no projeto de Deus para este Distrito. A tarde, visitamos Leopoldina; para olhar de perto as importantes reformas que estão sendo feitas no templo ali existente. A noite, o Culto Distrital coroou a visita; no qual centenas de irmãos se acotovelaram no grande templo da Wesleyana De Astolfo Dutra. Foi sobrenatural!

O outro assunto que tomou meu pensamento tem a ver com a campanha presidencial... Percebo que as contra-medidas para manter o atual governo no poder já se iniciaram; contra a única candidata que tem chance real de mudar o rumo das políticas em vigor até aqui. (ela é claramente a favor da extinção do instituto da reeleição). Existem duas frentes de trabalho contra a mulher Marina Silva; esposa, mãe e militante política. Uma das frentes, tenta desacreditá-la junto ao eleitorado geral; denunciando sua "incapacidade" para ocupar o Palácio do Planalto, alegando razões imprecisas e sem conteúdo (falácia de quem quer se perpetuar no poder).

A outra, procura desqualificá-la em seu próprio meio (o eleitorado cristão); dizendo que seu programa de governo é o mesmo dos outros dois candidatos. Pode até ser que seja (eu não acredito); mas... Existem diferenças essenciais entre eles: A primeira é que ela é candidata comprometida com a fé cristã bíblica. A segunda é que ela é, de fato, o diferencial nas políticas públicas em vigor até agora. Portanto, crentes, não se deixem levar por aquilo que está sendo orquestrado. Perfeita ela não é; nem modelo ideal de representação... Mas é o melhor que temos no quadro dos que têm chance de chegar ao 2º turno; e de promover real e promissora mudança de rumo na nação brasileira.

Enquanto eu me preparo para fazer uma pequena viagem à Muriaé, para ministrar no "Seminário de Homens Corajosos"; fico a pensar em dois assuntos distintos: O primeiro, diz respeito ao dia de ontem: Pela manhã, tivemos abençoada reunião com a liderança do Distrito de Cataguases (os líderes estavam presentes, ávidos por avançar no projeto de Deus para este Distrito). A tarde, visitamos Leopoldina; para olhar de perto as importantes reformas que estão sendo feitas no templo ali existente. A noite, o Culto Distrital coroou a visita; no qual centenas de irmãos se acotovelaram no grande templo da Wesleyana De Astolfo Dutra, em louvor ao Deus eterno. Foi sobrenatural!
 
O outro assunto que tomou meu pensamento tem a ver com a campanha presidencial... Percebo que as contramedidas para manter o atual governo no poder já se iniciaram; contra a única candidata que tem chance real de mudar o rumo das políticas em vigor até aqui. (ela é claramente a favor da extinção do instituto da reeleição). Existem duas frentes de trabalho contra a mulher Marina Silva; esposa, mãe e militante política. Uma das frentes, tenta desacreditá-la junto ao eleitorado geral; denunciando sua "incapacidade" para ocupar o Palácio do Planalto, alegando razões imprecisas e sem conteúdo (falácia de quem é capaz de fazer qualquer coisa para se perpetuar no poder).
 
A outra, procura desqualificá-la em seu próprio meio (o eleitorado cristão); dizendo que seu programa de governo é o mesmo dos outros dois candidatos. Pode até ser que seja (eu não acredito); mas... Existem diferenças essenciais entre eles: A primeira é que ela é candidata comprometida com a fé cristã bíblica. A segunda é que ela é, de fato, o diferencial nas políticas públicas em vigor até agora. Portanto, crentes, não se deixem levar por aquilo que está sendo orquestrado. Perfeita ela não é; nem modelo ideal de representação... Mas é o melhor que temos no quadro dos que têm chance de chegar ao 2º turno; e de promover real e promissora mudança de rumo na nação brasileira.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 30 de agosto de 2014

Princípio que adotei na vida

Foto: Hoje quase que vi a noite se transformar em dia... Explicando: É que precisei iniciar minhas atividades antes da madrugada plena; pois, tenho que viajar bem cedo, para - após mais de quatro horas de viagem - participar do café da manhã e da reunião de obreiros do Distrito de Cataguases, que se inicia as nove horas da manhã. Daí a minha necessidade de fazer umas "horinhas extras". Todavia, como tenho o braço do Pai sobre minha vida e Sua mão agindo em meu favor; não devo me preocupar tanto com detalhes que parecem ser tão importantes para a grande maioria das pessoas (o necessário e merecido descanso é um deles).

Ah... Já me rendi aos és do Senhor, apenas mudando um pouquinho o meu lugar de oração. Ainda bem que o lugar em si não é essencial; e sim a presença real do Deus eterno que nos ama em Cristo Jesus. Uma das coisas que sempre me impressionam enquanto eu oro; é o modo como o Senhor revigora as minhas forças. Não tenho palavras para descrever o que sinto; mas estou convencido de que nenhuma atividade alternativa, por mais importante que seja, é mais urgente do que buscar a presença do Pai em oração. Não tenho a menor dúvida ao afirmar que tudo o que sou e tenho, devo sobretudo a este princípio que adotei na vida.

Hoje quase que vi a noite se transformar em dia... Explicando: É que precisei iniciar minhas atividades antes da madrugada plena; pois, tenho que viajar bem cedo, para - após mais de quatro horas de viagem - participar do café da manhã e da reunião de obreiros do Distrito de Cataguases, que se inicia as nove horas da manhã. Daí a minha necessidade de fazer umas "horinhas extras". Todavia, como tenho o braço do Pai sobre minha vida e Sua mão agindo em meu favor; não devo me preocupar tanto com detalhes que parecem ser tão importantes para a grande maioria das pessoas (o necessário descanso é um deles).
 
Ah... Já me rendi aos pés do Senhor, apenas mudando um pouquinho o meu lugar de oração. Ainda bem que o lugar em si não é essencial; e sim a presença real do Deus eterno que nos ama em Cristo Jesus. Uma das coisas que sempre me impressionam enquanto eu oro; é o modo como o Senhor revigora as minhas forças. Não tenho palavras para descrever o que sinto; mas estou convencido de que nenhuma atividade alternativa, por mais importante que seja, é mais urgente do que buscar a presença do Pai em oração. Não tenho dúvida ao afirmar que tudo o que sou e tenho, devo a este princípio que adotei na vida.
 
O salmo 32 é um bálsamo para o coração que teme a Deus.
 
"BEM-AVENTURADO aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto. Bem-aventurado o homem a quem o SENHOR não imputa maldade, e em cujo espírito não há engano. Quando eu guardei silêncio, envelheceram os meus ossos pelo meu bramido em todo o dia. Porque de dia e de noite a tua mão pesava sobre mim; o meu humor se tornou em sequidão de estio. Confessei-te o meu pecado, e a minha maldade não encobri. Dizia eu: Confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a maldade do meu pecado. Por isso, todo aquele que é santo orará a ti, a tempo de te poder achar; até no transbordar de muitas águas, estas não lhe chegarão. Tu és o lugar em que me escondo; tu me preservas da angústia; tu me cinges de alegres cantos de livramento. Instruir-te-ei, e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir; guiar-te-ei com os meus olhos. Não sejais como o cavalo, nem como a mula, que não têm entendimento, cuja boca precisa de cabresto e freio para que não se cheguem a ti. O ímpio tem muitas dores, mas àquele que confia no SENHOR a misericórdia o cercará. Alegrai-vos no SENHOR, e regozijai-vos, vós os justos; e cantai alegremente, todos vós que sois retos de coração."
(Salmo 32.1-11)
 
Que renovo este salmo nos traz! Vale a pena meditar nele!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

O devedor sou eu

Foto: Ontem de manha, dia 28 de agosto, prostrado aos pés do Senhor (este dia é o dia real do meu aniversário (não o dia 16 de janeiro, como consta na certidão); agradeci ao Senhor por ter me guardado ao longo de todo este tempo. Em meus 46 anos de ministério, vi homens melhores do que eu; mas, que se diminuíram ao decidir parar à beira do Caminho; queixando-se daqueles que - em seu entender - os abandonaram, ou lhes negaram direitos que julgavam ter. Vi também filhos alegarem falar em "defesa" de seu pai, vociferando rancor por alegadas "injustiças" sofridas pelo mesmo; sem perceberem que sua queixa é em causa própria, por terem se aproveitado de seu pai, sem o devido cuidado de se preparar para uma vida com propósito; enfim... Sem dar nada em troca.

Agradeci ao Senhor por sentir que não tenho o direito de esperar ou exigir retorno humano - seja formal ou pecuniário - por aquilo que porventura tenha feito de bom e proveitoso em favor de alguém. Creio que ninguém me deve nada; pois... O devedor sou eu! Devo aos que Deus pôs sob meus cuidados e não dei o melhor de mim; devo aos que conduzi a Cristo, mas não consegui cuidar como devia; devo aos que, por mais que me esforçasse, não consegui levar ao Senhor... Devo aos obreiros que pude ajudar; devo até mesmo aos que me censuram - justa ou injustamente - pois eles fazem que eu sinta a imperfeição, deles e minha, que me leva buscar mais a Deus; tanto em favor daqueles que assim procedem, como em busca de meu próprio crescimento espiritual.

Ontem de manha, dia 28 de agosto, prostrado aos pés do Senhor; este dia é o dia real do meu aniversário (não o dia 16 de janeiro, como consta na certidão); agradeci ao Senhor por ter me guardado ao longo de todo este tempo. Em meus 46 anos de ministério, vi homens melhores do que eu; mas, que se diminuíram ao decidir parar à beira do Caminho; queixando-se daqueles que - em seu entender - os abandonaram, ou lhes negaram direitos que julgavam ter. Vi também filhos alegarem falar em "defesa" de seu pai, vociferando rancor por alegadas "injustiças" sofridas pelo mesmo; sem perceberem que sua queixa é na verdade em causa própria, por terem se aproveitado de seu pai, sem o devido cuidado de se preparar para uma vida com propósito; enfim... Sem dar nada em troca.
 
Agradeci ao Senhor por sentir que não tenho o direito de esperar ou exigir retorno humano - seja formal ou pecuniário - por aquilo que porventura tenha feito de bom e proveitoso em favor de alguém. Creio que ninguém me deve nada; pois... O devedor sou eu! Devo aos que Deus pôs sob meus cuidados e não dei o melhor de mim; devo aos que conduzi a Cristo, mas não consegui cuidar como devia; devo aos que, por mais que me esforçasse, não consegui levar ao Senhor... Devo aos obreiros que não consegui ajudar; devo até mesmo aos que me censuram - justa ou injustamente - pois eles fazem que eu sinta a imperfeição (deles e minha) que me leva buscar mais a Deus; tanto em favor daqueles que assim procedem, como em busca de meu próprio crescimento espiritual.
 
Trago este texto do Salmo 116, como meu tributo ao Deus da minha vida: "Que darei eu ao SENHOR, por todos os benefícios que me tem feito? Tomarei o cálice da salvação, e invocarei o nome do SENHOR. Pagarei os meus votos ao SENHOR, agora, na presença de todo o seu povo. Preciosa é à vista do SENHOR a morte dos seus santos. Ó SENHOR, deveras sou teu servo; sou teu servo, filho da tua serva; soltaste as minhas ataduras. Oferecer-te-ei sacrifícios de louvor, e invocarei o nome do SENHOR. Pagarei os meus votos ao SENHOR, na presença de todo o seu povo, Nos átrios da casa do SENHOR, no meio de ti, ó Jerusalém. Louvai ao SENHOR." (Salmo 116.12-19). Pois estou bem certo de que é Ele Quem determina a extensão dos meus dias neste mundo!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

A glória só a Deus pertence

Foto: Louvo a Deus pelo fim de semana que passamos no Distrito de Muriaé. Hoje bem cedo, enquanto eu orava ao Pai, agradeci por tudo aquilo que Ele tem feito em nós e através de nós. Já a muito tempo, tenho convicção de que é um erro atribuirmos à carisma ou estratégia de quem quer que seja, o avanço da obra de Deus. É lógico que, quando digo isto, não estou diminuindo a importância do trabalho dedicado e vida consagrada daqueles que se dispuseram a ombrear conosco nesta honrosa missão. Não mesmo! Na verdade, o que estou querendo dizer é que todo o esforço dos obreiros que militam conosco, teria sido frustrado; caso o Senhor não tivesse agido em nosso favor e prosperado a obra de nossas mãos.
É sempre assim: Uma obra feita para o Senhor, cresce e se multiplica, provocando um choque de transformação na vida daqueles que são, por ela, afetados. Então, com seu crescimento, quando começam a enaltecer mais a criatura do que o Criador, destacando mais a obra do que a razão de ser de sua realização; sua vida e brilho começa a se apagar e acaba por morrer. E quando isto acontece, o que sobra é um conjunto de edificações materiais que começam a perder sua finalidade; algumas chegando a se transformar em escombros de um passado glorioso. E quando procuramos razão ou explicação para tal fracasso, descobrimos que Deus foi deixado de lado, ou então... Completamente esquecido.

Louvo a Deus pelo fim de semana que passamos no Distrito de Muriaé. Hoje bem cedo, enquanto eu orava ao Pai, agradeci por tudo aquilo que Ele tem feito em nós e através de nós. Já a muito tempo, tenho convicção de que é um erro atribuirmos à carisma ou estratégia de quem quer que seja, o avanço da obra de Deus. É lógico que, quando digo isto, não estou diminuindo a importância do trabalho dedicado e vida consagrada daqueles que se dispuseram a ombrear conosco nesta honrosa missão. Não mesmo! Na verdade, o que estou querendo dizer é que todo o esforço dos obreiros que militam conosco, teria sido frustrado; caso o Senhor não tivesse agido em nosso favor e prosperado a obra de nossas mãos.
 
É sempre assim: Uma obra feita para o Senhor, cresce e se multiplica, provocando um choque de transformação na vida daqueles que são, por ela, afetados. Então, com seu crescimento, quando começam a enaltecer mais a criatura do que o Criador, destacando mais a obra do que a razão de ser de sua realização; sua vida e brilho começa a se apagar e acaba por morrer. E quando isto acontece, o que sobra é um conjunto de edificações materiais que começam a perder sua finalidade; algumas chegando a se transformar em escombros de um passado glorioso. E quando procuramos razão ou explicação para tal fracasso, descobrimos que Deus foi deixado de lado, ou então... Completamente esquecido.
 
Ao lermos sobre o trágico fim do Rei Herodes; percebemos o risco de se tentar tomar para si a glória que só a Deus pertence: "E num dia designado, vestindo Herodes as vestes reais, estava assentado no tribunal e lhes fez uma prática. E o povo exclamava: Voz de Deus, e não de homem. E no mesmo instante feriu-o o anjo do Senhor, porque não deu glória a Deus e, comido de bichos, expirou. E a palavra de Deus crescia e se multiplicava. E Barnabé e Saulo, havendo terminado aquele serviço, voltaram de Jerusalém, levando também consigo a João, que tinha por sobrenome Marcos." (Atos 12.21-25). E são inúmeros os exemplos daqueles que intentaram tamanha loucura. A glória pertence somente a Deus!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Ele me ama e me circunda

Foto: Ao Deus que me guarda em todo tempo, venho buscar na madrugada deste dia. Como me faz bem saber que Ele me ama e me circunda com Seu cuidado! Sei que jamais conhecerei a real extensão do Seu domínio e poder; mas, me satisfaz saber que o Seu reino se estende pela vastidão do universo. Aleluia! Ao orar, eu Te louvo por saber que Tu não é apenas o Deus poderoso; mas também o Pai amoroso que me adotou como Seu filho. Glória a Deus! Obrigado Senhor, por me conceder esta graça acessível a todos os mortais; todavia, recusada pela grande maioria.

Venho agradecer e interceder por minha querida esposa, por meus queridos filhos biológicos e por meus queridos filhos espirituais (os gerados em meu ministério e os adotados em minhas nomeações). Sinto grande prazer em respirar o ar de Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia, Pará, Tocantins, Goiás e Distrito Federal - minha honrosa missão para este tempo - e poder abraçar irmãos e amigos que me deste, nestes Estados brasileiros transformados temporariamente em meu campo de trabalho. sou grato por tudo que o Senhor tem feito em nosso favor. Obrigado, amado Pai!

Enquanto Te busco, amado Pai; venho pedir que me guarde na jornada que tenho pela frente; que me guarde do limbo do esquecimento, da servidão sob a tirania e... Da sedução de aparência agradável, porém mortal, que tem reduzido a pó a vida e história de homens e mulheres que estiveram tão perto de Ti; e que, por tendência ou descuido, acabaram por sucumbir ante seus encantos da besta fera, terminaram os seus dias na vala onde se encontram todos aqueles que se apartaram de Ti, preferindo os prazeres de um mundo que nada pode dar, a não ser desonra e fracasso.

Ao Deus que me guarda em todo tempo, venho buscar na madrugada deste dia. Como me faz bem saber que Ele me ama e me circunda com Seu cuidado! Sei que jamais conhecerei a real extensão do Seu domínio e poder; mas, me satisfaz saber que o Seu reino se estende pela vastidão do universo. Aleluia! Ao orar, eu Te louvo por saber que Tu não é apenas o Deus poderoso; mas também o Pai amoroso que me adotou como Seu filho. Glória a Deus! Obrigado Senhor, por me conceder esta graça acessível a todos os mortais; todavia, recusada pela grande maioria.
 
Venho agradecer e interceder por minha querida esposa, por meus queridos filhos biológicos e por meus queridos filhos espirituais (os gerados em meu ministério e os adotados em minhas nomeações). Sinto grande prazer em respirar o ar de Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia, Pará, Tocantins, Goiás e Distrito Federal - minha honrosa missão para este tempo - e poder abraçar irmãos e amigos que me deste, nestes Estados brasileiros transformados temporariamente em meu campo de trabalho. Sou grato por tudo que o Senhor tem feito em nosso favor. Obrigado, amado Pai!
 
Enquanto Te busco, amado Pai; venho pedir que me guarde na jornada que tenho pela frente; que me guarde do limbo do esquecimento, da servidão sob a tirania e... Da sedução de aparência agradável, porém mortal, que tem reduzido a pó a vida e história de homens e mulheres que estiveram tão perto de Ti; e que, por tendência ou descuido, acabaram por sucumbir ante os encantos da besta fera e terminaram os seus dias na vala onde se encontram todos aqueles que se apartaram de Ti; preferindo os prazeres de um mundo que nada pode dar, a não ser desonra e fracasso.
 
Em toda a minha vida com Deus, este salmo tem feito grande diferença em momentos desafiadores:
 
"O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranqüilas. Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome. Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam. Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda. Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do SENHOR por longos dias."
(Salmo 23.1-6)
 
Creio não haver um crente que não tenha sido profundamente edificado por este maravilhoso salmo!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Deus jamais se engana


Enquanto vou dando os últimos retoques para poder estar no culto matutino na IMW de Eugenópolis, aqui no Distrito de Muriaé; ainda penso no que foi o Culto Distrital, ontem, na IMW do Dornelas... O clima de avivamento foi muito forte em todo tempo; e Deus falou de muitos modos ali! Na justa medida em que eu pregava, Deus me fez ver algo tão simples; mas, que nem sempre percebemos. O que importa nesta vida, não é o modo como as pessoas nos olham; mas, sim, o modo como Ele nos olha. Aqueles que nos amam; ao nos olhar; nos veem fortes, capazes, dignos e honrados. Já os que não nos admiram; quando nos olham; veem alguém fora de moda, impertinente, alguém que deve ser retirado de circulação. Enfim... As pessoas sempre nos olham com os olhos, mas nos veem com o coração; portanto, verão em nós aquilo que quiserem ver. Mas Deus nos vê em altura e profundidade.
 
Portanto, não devemos levar tão a sério alguém que nos ama, ao nos achar lindos, fenomenais... Ou alguém que não nos admira, ao nos achar inoportunos, vão e descartáveis. Pois eles podem estar enganados em sua visão crítica, condicionada pelo que conseguem ver com seu coração. No entanto, precisamos levar na mais alta conta o modo como Deus nos vê; pois Deus é conhecedor dos pontos claros e obscuros do ser humano. Sua visão crítica a nosso respeito, corresponde sem erro ao que realmente somos. Então, em nossa curta existência; ao escolhermos ou decidirmos algo, devemos procurar agradar a Deus do melhor modo possível; buscando em Sua Palavra, os códigos de honra e de conduta que nos tornam aceitáveis aos Seus olhos; pois Deus jamais se engana em Seu juízo sobre nós; e será o Seu julgamento que vai definir o nosso destino eterno.
 
Devemos procurar carregar sempre conosco, a certeza de que Deus é o Justo Juiz: "QUE os homens nos considerem como ministros de Cristo, e despenseiros dos mistérios de Deus. Além disso, requer-se dos despenseiros que cada um se ache fiel. Todavia, a mim mui pouco se me dá de ser julgado por vós, ou por algum juízo humano; nem eu tampouco a mim mesmo me julgo. Porque em nada me sinto culpado; mas nem por isso me considero justificado, pois quem me julga é o SENHOR. Portanto, nada julgueis antes de tempo, até que o Senhor venha, o qual também trará à luz as coisas ocultas das trevas, e manifestará os desígnios dos corações; e então cada um receberá de Deus o louvor." (I Coríntios 4.1-5). E se, porventura, formos assaltados por sentimento de dúvida quando a isto; devemos crer que o Juízo de Deus foi, é e sempre será inevitável!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 23 de agosto de 2014

Revigorante banho da graça

Foto: Hoje, a madrugada me viu despertar e me viu caminhar ao lugar de oração. Algumas vezes, sabemos de antemão o "porque" de nossa ida ao lugar de oração; outras vezes, este mover é apenas algo instintivo... Hoje é um destes dias. Me curvei em pranto, orei em pranto, me ergui em pranto e ainda sinto - enquanto escrevo - uma lágrima e outra correr pelo meu rosto, de ambos os olhos. Como explicar isso pela razão? Não tenho como fazê-lo. Mas sei que aconteceram coisas enquanto eu orava ao Pai. Contei para Ele situações que me trazem apreensão - pelo que digo e ouço - e agradeci por Seu direcionamento em muitas das escolhas que fiz na vida.

Ah... Em Sua presença, lamentei o estado de algumas vidas... E Intercedi por elas. Expressei gratidão por chegar ao lugar de oração e poder renovar minha fé, minha esperança, meu amor. Adorei profundamente Ao Único digno de adoração; e disse o quanto sou grato por ter o divino Companheiro ao meu lado no caminho. Sinto poder dizer que tomei um banho de graça e que, nele, me renovei inteiramente. Como é bom saber que Deus me capacita a enfrentar e vencer provas e desafios que estão muito além de minhas forças; mas, não além de minhas possibilidades no Deus da minha salvação. Sei que sou de Jesus e isso me satisfaz plenamente!

Hoje, a madrugada me viu despertar e me viu caminhar ao lugar de oração. Algumas vezes, sabemos de antemão o "porque" de nossa ida ao lugar de oração; outras vezes, este mover é apenas algo instintivo... Hoje é um destes dias. Me curvei em pranto, orei em pranto, me ergui em pranto e ainda sinto - enquanto escrevo - uma lágrima e outra correr pelo meu rosto, de ambos os olhos. Como explicar isso pela razão? Não tenho como fazê-lo. Mas sei que aconteceram coisas enquanto eu orava ao Pai. Contei à Ele, situações que me trazem apreensão - tanto pelo que digo como pelo que ouço - e agradeci por Seu direcionamento em muitas das escolhas que fiz na vida.
 
Ah... Em Sua presença, lamentei o estado de algumas vidas; e... Intercedi por elas. Expressei gratidão por chegar ao lugar de oração e poder renovar minha fé, minha esperança, meu amor. Adorei profundamente ao Único digno de adoração; e disse o quanto sou grato por ter o divino Companheiro ao meu lado no caminho. Sinto poder dizer que tomei um revigorante banho da graça e que, nele, me renovei inteiramente. Como é bom saber que Deus me capacita a enfrentar e vencer provas e desafios; que estão muito além de minhas forças, mas... Não além de minhas possibilidades no Deus da minha salvação. Sei que sou de Jesus e isso me satisfaz plenamente!
 
Ao ler este texto da Palavra, pensei: Como não me sentir admoestado e encorajado com um testemunho tão maravilhoso como este:
 
"SENDO, pois, Abrão da idade de noventa e nove anos, apareceu o SENHOR a Abrão, e disse-lhe: Eu sou o Deus Todo-Poderoso, anda em minha presença e sê perfeito. E porei a minha aliança entre mim e ti, e te multiplicarei grandissimamente. Então caiu Abrão sobre o seu rosto, e falou Deus com ele, dizendo: Quanto a mim, eis a minha aliança contigo: serás o pai de muitas nações; E não se chamará mais o teu nome Abrão, mas Abraão será o teu nome; porque por pai de muitas nações te tenho posto; E te farei frutificar grandissimamente, e de ti farei nações, e reis sairão de ti; E estabelecerei a minha aliança entre mim e ti e a tua descendência depois de ti em suas gerações, por aliança perpétua, para te ser a ti por Deus, e à tua descendência depois de ti."
(Gênesis 17.1-7)
 
Se Abraão, de idade tão avançada, precisou ser exortado por Deus a ser perfeito; quanto mais nós, vivendo dias tão tentadores e opressores!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

E assim vejo a vida


Nesta manhã, ainda madrugada, estive orando a Deus em meu próprio favor... Senti necessidade de me apresentar e buscar direção. Senti o Senhor me confortar e me encorajar. Glória a Deus! Após um momento relativamente longo de oração, para os meus padrões; fiquei a pensar no quanto o cristão perde ao se abster de buscar a Deus... Vida vazia é o que resta, como resultado da falta de procura por direção de Deus. Estou convencido de que não existe nada mais inquietante para um cristão autêntico, do que um coração vazio da presença de Deus. No lapso de tempo entre o amanhecer e a viração do dia, Adão e Eva se meteram em uma grande encrenca, cujas consequências perdurariam além do que porventura pudessem imaginar. eles deram ouvidos à Satã travestido de serpente; e só foram se dar conta do mal feito e da nudez em que estavam, quando Deus interrompeu sua solidão.
 
E assim vejo a vida... Vidas vazias, andando em círculo, replicando ante vozes de advertência; sem conseguir romper o ciclo vicioso de uma existência que perdeu o sentido. Vidas completamente despojadas da essência, alheias aos bons ventos que sopram no dia a dia (família, amigos, oportunidades) introvertidas; vendo o mundo reduzido à elas mesmas, sem entender que o ser humano nasceu para servir a Deus e ao próximo. Sem perceber que a felicidade não está nos benefícios que outros porventura nos façam; mas, sim... No benefício que fazemos aos outros. Assim, enquanto o mundo gira, elas permanecem paradas - no tempo e no espaço - presas no limbo da solidão, mágoa e angústia; sem perceberem que Deus deseja alcançá-las; que precisam sair para o espaço aberto onde Deus se move; pois é neste lugar de santa liberdade que, enfim, encontramos a paz.
 
Não há cristão que não busque conforto nos salmos da Bíblia!
 
"Uma coisa pedi ao SENHOR, e a buscarei: que possa morar na casa do SENHOR todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do SENHOR, e inquirir no seu templo. Porque no dia da adversidade me esconderá no seu pavilhão; no oculto do seu tabernáculo me esconderá; pôr-me-á sobre uma rocha. Também agora a minha cabeça será exaltada sobre os meus inimigos que estão em redor de mim; por isso oferecerei sacrifício de júbilo no seu tabernáculo; cantarei, sim, cantarei louvores ao SENHOR. Ouve, SENHOR, a minha voz quando clamo; tem também piedade de mim, e responde-me. Quando tu disseste: Buscai o meu rosto; o meu coração disse a ti: O teu rosto, SENHOR, buscarei. Não escondas de mim a tua face, não rejeites ao teu servo com ira; tu foste a minha ajuda, não me deixes nem me desampares, ó Deus da minha salvação. Porque, quando meu pai e minha mãe me desampararem, o SENHOR me recolherá."
(Salmo 27.4-10)
 
E este salmo é um bálsamo para o cristão açoitado pela solidão.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Me enchi de esperança


Enfim, Maria Célia Calegari e eu chegamos... Cheios de saudades e boas lembranças. Senti necessidade de levantar bem cedo de manhã, carente de suprir minha vida com os ensinos da Palavra e com a presença do Espírito; e... Com mil motivos pelos quais interceder. É que teremos mais uma rodada de reuniões com a Comissão de Legislação; e isto me faz lembrar o quanto está próximo o nosso Concílio Geral. Ainda curvado aos pés do Senhor; percebi que precisamos de menos leis e de mais graça. Até porque, sei que não existe lei capaz de conter vidas sem rumo, desprovidas de amor e de razão. Logo, precisamos de mais graça para lidar com as contradições da vida e com os desacertos dos homens.
 
Também intercedi pelo pleito eleitoral; e pensei: Será que, à semelhança do que aconteceu na história humana - quando uma mulher centrada em Deus foi instrumento para prover livramento do caos provocado por uma mulher sem Deus e sem direção - poderemos ver neste país, mergulhado na corrupção, miséria e descrédito; uma mulher centrada em Deus se tornar instrumento para anular a confusão beirando o caos destes últimos anos? Ao orar, me enchi de esperança; pois tenho visto algo semelhante ao que aconteceu em Israel, nos dias de Débora. Posso  estar exagerando na esperança... Mas, no quadro atual, toda mudança é esperançosa; especialmente se provocada por uma mulher de Deus.
 
Neste canto de Débora, juíza em Israel, foi acionado o dispositivo da libertação de Israel:
 
"E CANTOU Débora e Baraque, filho de Abinoão, naquele mesmo dia, dizendo: Louvai ao SENHOR pela vingança de Israel, quando o povo se ofereceu voluntariamente. Ouvi, reis; dai ouvidos, príncipes; eu, eu cantarei ao SENHOR; salmodiarei ao SENHOR Deus de Israel. Ó SENHOR, saindo tu de Seir, caminhando tu desde o campo de Edom, a terra estremeceu; até os céus gotejaram; até as nuvens gotejaram águas. Os montes se derreteram diante do SENHOR, e até Sinai diante do SENHOR Deus de Israel. Nos dias de Sangar, filho de Anate, nos dias de Jael cessaram os caminhos; e os que andavam por veredas iam por caminhos torcidos. Cessaram as aldeias em Israel, cessaram; até que eu, Débora, me levantei, por mãe em Israel me levantei."
(Juízes 5.1-7)
 
O mundo já tem presenciado e usufruído daquilo que pode ser feito por uma mulher de Deus!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Lado escuro da vida

Foto: Hoje me prostrei aos pés do Senhor com um gosto de prazer especial, pois consegui mais uma vez, dentre as inúmeras, me antecipar à alva. Sinto agradável sensação, todas as vezes em que imponho sobre minha carne prostração perante o Deus eterno. Tenho sentido que esta posição faz com que o céu fique mais perto e com que o meu espírito se sinta seguro. Tenho percebido que, mesmo dotando a natureza carnal de bons conceitos e tradições, ela procura sempre o lado escuro da vida; como se quisesse ocultar-se do Deus que lhe trouxe à luz. Geralmente, este tipo de ação parece ser um mal sem remédio, até que nos curvamos em oração aos pés do Senhor. Então, o espírito mantém-se forte e a carne definha. 

Busquei direção do Senhor para saber lidar com diversidades e adversidades... Sempre me impressiono pelo modo como tudo fica mais claro, quando nos quedamos diante do Senhor! É como se, no céu, janelas se abrissem e nos permitissem ver além do aparente. É... Não tenho a menor dúvida quanto ao fato de que não existe posição mais privilegiada do que a de se curvar diante de Deus. É algo como se os olhos se abrissem e a mente se aclarasse. É quando percebemos que de nada vale nosso esforço em tentar compreender as circunstâncias e resolver os problemas por nossos próprios meios. É... Não tenho a menor dúvida de que muitos bons crentes, obreiros inclusive, acabam por tropeçar e cair por falta de oração.

Hoje me prostrei aos pés do Senhor com uma sensação de prazer especial; pois consegui mais uma vez, dentre as inúmeras, me antecipar à alva. Sinto agradável sensação, todas as vezes em que imponho sobre minha carne, prostração perante o Deus eterno. Percebo que esta posição faz com que o céu fique mais perto e com que o meu espírito se sinta seguro. Tenho percebido que, mesmo dotando a natureza carnal de bons conceitos e tradições, ela procura sempre o lado escuro da vida; como se quisesse ocultar-se do Deus que lhe trouxe à luz. Geralmente, este tipo de ação parece ser um mal sem remédio, até que nos curvamos em oração aos pés do Senhor. Então, o espírito mantém-se forte e a carne definha.
 
Busquei direção do Senhor para saber lidar com diversidades e adversidades... Sempre me impressiono pelo modo como tudo fica mais claro, quando nos quedamos diante do Senhor! É como se, no céu, janelas se abrissem e nos permitissem ver além do aparente. É... Não tenho a menor dúvida quanto ao fato de que não existe posição mais privilegiada do que a de se curvar diante de Deus. É algo como se os olhos se abrissem e a mente se aclarasse. É quando percebemos que de nada vale nosso esforço em tentar compreender as circunstâncias e resolver os problemas por nossos próprios meios. É... Não tenho a menor dúvida de que bons crentes, obreiros inclusive, acabam por tropeçar e cair por falta de oração.
 
Sempre considerei esta, uma das mais importantes advertências da Palavra de Deus:
 
"Então chegou Jesus com eles a um lugar chamado Getsêmani, e disse a seus discípulos: Assentai-vos aqui, enquanto vou além orar. E, levando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se muito. Então lhes disse: A minha alma está cheia de tristeza até a morte; ficai aqui, e velai comigo. E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres. E, voltando para os seus discípulos, achou-os adormecidos; e disse a Pedro: Então nem uma hora pudeste velar comigo? Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca."
(Mateus 26.36-41)
 
Oração e vigilância são ingredientes indispensáveis na vida de qualquer cristão.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Dias de renovação e avivamento

Foto: Enquanto eu aguardo, aqui no aeroporto de Brasília, a partida do voo para o Rio; fico a pensar nos dias maravilhosos que desfrutamos em mais esta missão. Além do prazer de ter estado três dias na companhia do meu querido filho Elizeu Calegari (que assumiu sua função de engenheiro da ANEEL, mediante aprovação em concurso); pude ter uma visão do estado das igrejas do Distrito de Goiânia que visitei. Foi uma boa oportunidade para manter bons contatos com ambos os SD - Hilmar e Fernandes - dos Distritos de Goiânia e Brasília. Foi muito bom poder abraçar os Pastores Alcides e Genésio - pastores já idosos mas ainda produzindo frutos para o Senhor, em plena atividade a frente dos trabalhos que presidem.

Na quinta-feira, preguei na IMW do Bairro Coimbra e no domingo a noite na IMW do Bairro Morada da Serra - ambas na cidade de Águas Lindas. Na sexta-feira, visitei o templo e instalações da IMW da cidade de Padre Bernardo; no sábado, preguei na IMW de Parque Mingone, em Luziânia - onde pude abraçar o Pb Humberto (pastor local) e o Pastor Wellington (pastor da Frente Missionária de Luziânia), que estava no culto juntamente sua esposa Suellen e demais familiares. No domingo de manhã, preguei no culto de Santa Ceia na IMW de S. Antonio do Descoberto, sob titularidade do Pastor Jeferson. Não tenho dúvida que foram dias de renovação e avivamento espiritual, sentido por todos os participantes.

Enquanto eu aguardo, aqui no aeroporto de Brasília, a partida do voo para o Rio; fico a pensar nos dias maravilhosos que desfrutamos em mais esta missão. Além do prazer de ter estado três dias na companhia do meu querido filho Elizeu Calegari (que assumiu sua função de engenheiro da ANEEL, mediante aprovação em concurso); pude ter uma visão do estado das igrejas que visitei, no Distrito de Goiânia. Foi uma boa oportunidade para manter bons contatos com ambos os SD - Hilmar e Fernandes - dos Distritos de Goiânia e Brasília. Foi muito bom poder abraçar os Pastores Alcides e Genésio - pastores já idosos mas ainda produzindo frutos para o Senhor, em plena atividade a frente dos trabalhos que presidem.
 
Na quinta-feira, preguei na IMW do Bairro Coimbra e no domingo a noite na IMW do Bairro Morada da Serra - ambas na cidade de Águas Lindas. Na sexta-feira, visitei o templo e instalações da IMW da cidade de Padre Bernardo; no sábado, preguei na IMW de Parque Mingone, em Luziânia - onde pude abraçar o Pb Humberto (pastor local) e o Pastor Wellington (pastor da Frente Missionária de Luziânia), que estava no culto juntamente sua esposa Suéllen e demais familiares. No domingo de manhã, preguei no culto de Santa Ceia na IMW de S. Antônio do Descoberto, sob titularidade do Pastor Jefferson. Não tenho dúvida que foram dias de renovação e avivamento espiritual, sentido por todos os participantes.
 
Entendo ser de grande importância, meditar no belo testemunho de Paulo...
 
"E de Mileto mandou a Éfeso, a chamar os anciãos da igreja. E, logo que chegaram junto dele, disse-lhes: Vós bem sabeis, desde o primeiro dia em que entrei na Ásia, como em todo esse tempo me portei no meio de vós, Servindo ao Senhor com toda a humildade, e com muitas lágrimas e tentações, que pelas ciladas dos judeus me sobrevieram; Como nada, que útil seja, deixei de vos anunciar, e ensinar publicamente e pelas casas, Testificando, tanto aos judeus como aos gregos, a conversão a Deus, e a fé em nosso Senhor Jesus Cristo. E agora, eis que, ligado eu pelo espírito, vou para Jerusalém, não sabendo o que lá me há de acontecer, Senão o que o Espírito Santo de cidade em cidade me revela, dizendo que me esperam prisões e tribulações. Mas em nada tenho a minha vida por preciosa, contanto que cumpra com alegria a minha carreira, e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho da graça de Deus."
(Atos 20.17-24)
 
...Sinto necessidade e desejo de tentar imitar o exemplo deste homem de Deus!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Qual é o meu real tesouro

Foto: Estou, desde ontem, hospedado no apartamento em que meu filho Elizeu Calegari, reside aqui em Brasília. Enquanto eu me estendia no lugar de oração, iluminou o meu espírito a certeza de que o lugar em que oramos se torna em limiar entre o natural e o sobrenatural. Então, clamei por socorro ao Deus eterno; pois uma legião de homens ímpios se apropriou desta nação e faz sofrer a herança de Deus. Eles devoram tudo o que encontram pela frente... E prosseguirão nessa devastação - como gafanhotos em um campo de trigo - até que não haja mais o que devorar. E transferem riquezas que tornariam este país um modelo de prosperidade, para contas no exterior; pensando que desfrutarão de um tesouro roubado.

Enquanto isso, querido Pai, os que comandam este esquema ganancioso e criminoso - responsável pela desnutrição, degeneração e morte de incontáveis crianças, adolescentes, jovens e idosos - usam o seu poder temporal para tentar impedir investigações sérias e isentas; como se fosse possível impedir o sol de brilhar... Meu Senhor! Creio na mudança porque creio em milagre. Creio em um novo tempo porque creio na transitoriedade de tudo o que vejo - seja bom ou mau - acontecer neste mundo. E enquanto a mudança não chega, guarda em Teus braços aqueles que são Teus e que clamam por justiça. Livra-nos do mal inevitável e prepara-nos para o futuro que almejamos, ainda que demore um pouco mais.

Estou, desde ontem, hospedado no apartamento em que meu filho Elizeu Calegari, reside aqui em Brasília. Enquanto eu me estendia no lugar de oração, iluminou o meu espírito a certeza de que o lugar em que oramos se torna em limiar entre o natural e o sobrenatural. Então, clamei por socorro ao Deus eterno; pois uma legião de homens ímpios se apropriou desta nação e faz sofrer a herança de Deus. Eles devoram tudo o que encontram pela frente... E prosseguirão nessa devastação - como gafanhotos em um campo de trigo - até que não haja mais o que devorar. E transferem riquezas que tornariam este país um modelo de prosperidade, para contas no exterior; pensando que desfrutarão de um tesouro roubado.
 
Enquanto isso, querido Pai, os que comandam este esquema ganancioso e criminoso - responsável pela desnutrição, degeneração e morte de incontáveis crianças, adolescentes, jovens e idosos - usam o seu poder temporal para tentar impedir investigações sérias e isentas; como se fosse possível impedir o sol de brilhar... Meu Senhor! Creio na mudança porque creio em milagre. Creio em um novo tempo porque creio na transitoriedade de tudo o que vejo - seja bom ou mau - acontecer neste mundo. E enquanto a mudança não chega, guarda em Teus braços aqueles que são Teus e que clamam por justiça. Livra-nos do mal inevitável e prepara-nos para o futuro que tanto almejamos, ainda que demore um pouco mais.
 
Precisamos refletir sobre a eternidade. E estas palavras do Senhor Jesus indicam que é lá onde deve estar guardado nosso real tesouro:
 
"Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração."
(Mateus 6.19-21)
 
E também nos adverte, dizendo que o nosso coração estará cativo ao lugar e aos valores que decidimos buscar como nossa riqueza.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 17 de agosto de 2014

Prisioneiros de sua crença


Sexta-feira ainda escura, quando me estendi no lugar de oração, na casa do Pastor Hilmar e Mônica onde eu estava hospedado. Enquanto eu orava ao Senhor, veio à minha lembrança o culto de quinta, na IMW do Bairro Coimbra, em Águas Lindas (Goiás). O Espírito me levou a discorrer sobre as obras da carne e o fruto do Espírito (Gálatas 5); todavia, a ênfase maior foi sobre uma vida cheia do Espírito. Mesmo cansado de uma viagem que parecia não terminar nunca, senti que fui usado pelo Senhor... Sem ter tido tempo de tomar banho ou trocar de roupa devido ao enfadonho atraso verificado no Aeroporto Santos Dumont - onde nem sequer almocei - cheguei com dez minutos de atraso no culto. Ainda bem que Deus é sempre fiel; e o poder do Seu Espírito compensa a nossa fragilidade.
 
Enquanto eu ainda orava em busca de renovo; me dei conta de que, no culto de quinta, o Espírito sinalizou ao meu espírito que eu estava sob unção. Ele me fez lembrar desta expressão que utilizei: Não sou prisioneiro de minha crença; sou prisioneiro de Jesus Cristo (algo que eu nunca disse antes)! Então, me fez entender a dimensão do que eu tinha declarado. E ainda no lugar de oração, percebi que muitos se perdem por serem prisioneiros de sua crença. Ali eu pude ver o muro de separação que nossa crença ergue entre nós e nossos irmãos. E o que digo não se refere ao fato de crermos em Jesus e na Bíblia. Não mesmo! O que estou querendo dizer é que o modo como bons cristãos sistematizam e condicionam o seu jeito de crer, acaba por aliená-los, se transformando em sua prisão.
 
O texto que segue foi focado na mensagem por mim pregada:
 
"Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne. Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis. Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei. Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências. Se vivemos em Espírito, andemos também em Espírito."
(Gálatas 5.16-25)
 
Assim, a vida vivida no Espírito neutraliza as obras da carne.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 16 de agosto de 2014

Esperança do reencontro

 

Hoje o dia promete ser longo... Mas, enquanto eu me preparo para ir ao encontro dos irmãos do Distrito de Goiânia (desta vez não poderei visitar as IMW de Goiânia, Caldas Novas, Luziânia e Paracatu) procuro manter meus sentidos voltados para a Fonte de onde provém a graça que me sustenta e o cuidado que me protege. Creio que se todo cristão mantivesse sua mente ocupada com imagens geradas em Deus e o coração pleno de ensino da Palavra de Deus; certas decepções e conflitos não teriam vez em sua vida (não me refiro às decepções e conflitos que respeitam os limites impostos pela fé e pela razão). Precisamos manter nossa mente nas coisas do Céu, nosso coração ocupado com a Palavra e nossos olhos atentos ao Caminho.
 
Enquanto estou cuidando dos últimos detalhes desta viagem, minha querida esposa segue viagem até Capivari - nas proximidades de Campinas - para cumprir uma missão importante: Visitar a irmã Isabel Arona (acredito que deve chegar lá ainda antes do almoço). De quando em vez, nossos caminhos se separam por breve tempo; para que possamos cumprir compromissos específicos a cada um de nós. Percebo que, sempre que isto acontece, relutamos em nos separar... Mesmo sabendo que será só por alguns dias (creio que todo casal que se ama de verdade, pensa e sente do mesmo modo). Além da esperança do reencontro, mantemos contato telefônico frequente e sintonia constante com o Senhor e com Suas promessas.
 
Precisamos saber conviver com valores temporários, sem nos deixarmos aprisionar por eles; nos apegando apenas ao tesouro mais importante:
 
"Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração. A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz; Se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes serão tais trevas! Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom."
(Mateus 6.19-24)
 
Mas tal entendimento só é possível em uma vida cheia do Espírito, pautada em valores espirituais. Só assim, conseguirá manter este equilíbrio.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Oração bem sucedida


Não há um dia em que eu não seja despertado e não aprenda algo novo, no lugar de oração. No entanto... Não basta somente estar no lugar de oração; é também preciso formular a oração certa. E Deus me fez saber que a oração do "Pai Nosso" é a fórmula precisa para quem procura ser aceito ao orar ante Sua face. Mas, não estou me referindo a uma simples recitação do "Pai Nosso"! O que eu quero dizer é que ela é fórmula para uma oração bem sucedida. Diferente de muitas fórmulas de oração ensinadas por líderes cristãos (conquista, posse, vitória sobre os inimigos, riqueza, sorte no amor...); a oração do "Pai Nosso", segue os seguintes passos: Ela exalta a Deus e santifica o Seu Nome; clama por Seu reino e aspira por Sua vontade; suplica por Sua provisão e Seu perdão; busca vitória sobre a tentação e livramento do mal; e, proclama a perenidade do Seu reino, poder e glória.
 
Com aquilo que escrevi, não estou querendo dizer que certas fórmulas de oração, condicionadas a certos objetivos sejam erradas, ou não sejam válidas. O que tenho aprendido é que a fórmula ensinada por Jesus - codificada no "Pai Nosso" - jamais deve ser esquecida; pois é a mais completa e perfeita forma de orar. Na verdade, podemos até nos afastar de Deus pelo modo de orar; pois corremos o risco de errar até quando oramos; ou mesmo, quando cantamos um cântico com a intenção de louvar a Deus. Tenho aprendido que a palavra em nossos lábios precisa ter dois componentes definidos: Ela precisa ser sempre em linha com as Sagradas Escrituras; E precisa ser um claro e inequívoco "sim, sim; não, não". Enfim... Não devemos cultivar uma rotina de oração em dissonância com o nosso modo de falar e de viver. Então, devemos praticar a fórmula do "Pai Nosso" em nosso viver diário.
 
Este ensino de Jesus é da mais alta importância: "Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente. E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes. Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; O pão nosso de cada dia nos dá hoje; E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; E não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém." (Mateus 6.6-13). Basta a todos nós, praticá-lo diariamente!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Respostas que procuro

Foto: Madrugada fria, sol tentando chegar... Eu, buscando perante a face do Pai, respostas para algumas questões sobre as quais preciso estar inteiramente seguro. Em situações assim - e não são poucas na vida de um ser humano - só existe um lugar em que as respostas podem fluir com exatidão. Não tenho como agradecer o modo como o Senhor cuida de mim! Isso é até bom; pois, me faz saber que devo ser sempre grato e dependente. Sei que - neste mundo de respostas pre-fabricadas - sempre existem respostas prontinhas para qualquer incerteza existente no coração humano; mas... Não são estas as respostas que procuro no Deus a Quem sirvo.

Enquanto o dia amanhece, fico a pensar nas vantagens de ter JESUS como Senhor  - de direito e de fato - da minha vida... Saber que os senhores da noite não podem me causar dano algum é uma delas; manter os inimigos da fé (incredulidade, medo, dúvida) bem distantes e subjugados é outra importante vantagem. Enfim, sinto plena segurança enquanto caminho; e certeza de fé quanto ao que Deus me reserva no futuro. Penso que este deve ser o ideal de todo aquele que crê em Jesus; pois Jesus não é apenas Alguém para ser crido; mas também o amigo de todas as horas, guia a ser seguido em qualquer ocasião ou situação. Glória a Deus!

Madrugada fria, sol tentando chegar... Eu, buscando perante a face do Pai, respostas para algumas questões sobre as quais preciso estar inteiramente seguro. Em situações assim - e não são poucas na vida de um ser humano - só existe um lugar em que as respostas podem fluir com exatidão. Não tenho como agradecer o modo como o Senhor cuida de mim! Isso é até bom; pois, me faz saber que devo ser sempre grato e dependente. Sei que - neste mundo de respostas pré-fabricadas - sempre existem respostas prontinhas para qualquer incerteza existente no coração humano; mas... Não são estas as respostas que procuro no Deus a Quem sirvo.
 
Enquanto o dia amanhece, fico a pensar nas vantagens de ter JESUS como Senhor - de direito e de fato - da minha vida... Saber que os senhores da noite não podem me causar dano algum é uma delas; manter os inimigos da fé (incredulidade, medo, dúvida) bem distantes e subjugados é outra importante vantagem. Enfim, sinto plena segurança enquanto caminho; e certeza de fé quanto ao que Deus me reserva no futuro. Penso que este deve ser o ideal de todo aquele que crê em Jesus; pois Jesus não é apenas Alguém para ser crido; mas é também o amigo de todas as horas, guia a ser seguido em qualquer ocasião ou situação. Glória a Deus!
 
Os perseguidores do Profeta Jeremias nem imaginavam que - mesmo estando sob prisão - este homem de Deus continuava em sintonia com o Senhor: "E VEIO a palavra do SENHOR a Jeremias, segunda vez, estando ele ainda encarcerado no pátio da guarda, dizendo: Assim diz o SENHOR que faz isto, o SENHOR que forma isto, para o estabelecer; o SENHOR é o seu nome. Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não sabes." (Jeremias 33.1-3). Portanto, seja qual for a situação ou ameaça que o aflija; o crente fiel não precisa se assustar nem deixar de orar, pois Deus jamais o deixará sem resposta.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Ao olhar o mundo


Venho me estender perante o Deus eterno, que me deu vida em Cristo Jesus! Como é bom saber que algo nasce e algo morre, sempre que estamos no lugar de oração! Aleluia! Sendo o Senhor tão grandioso; cuja glória e santidade independem do ser humano; cujo louvor perene ecoa no universo, independente da voz humana... Eu tento entender como nosso Deus consegue suportar a presença de homens eivados de maldade e mentira, movidos a suborno e trapaça; ladrões de merenda escolar, de seringas e soros hospitalares; pessoas que roubam quando licitam ambulância e transporte escolar, quando constroem creches, escolas, hospitais e estádios... Enfim, no lugar de oração percebo que somente o Teu grande amor pelos homens suporta tamanhas atrocidades, até que do Trono Branco seja aplicado o Juízo eterno.
 
Ao olhar o mundo, vejo criminosos menores nas esquinas; roubando e matando vidas indefesas. E vejo criminosos maiores nas tribunas e cadeiras de comando; facilitando as ações criminosas de quem se veste bem e mal, de quem come bem e mal, sem tomar medidas justas contra o caos instalado; simplesmente porque, ao olharem os criminosos menores, vêem neles sua própria imagem. Enquanto isso, a voz que comanda este caos chamado nação tenta demover Teu povo Israel de se defender; alegando que dão resposta desproporcional aos ataques sofridos por palestinos... E não vê que resposta desproporcional é a que se dá ao crime organizado neste pais, praticado por criminosos menores e maiores; que produz mais vítimas/ano do que o conflito entre judeus e palestinos; do que as guerras existentes neste mundo afora.
 
Proponho aos que lerem e comentarem esta palavra; que leiam e meditem na Palavra de Deus que coloco no comentário:
 
"E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas; E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda. Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me. Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? Ou com sede, e te demos de beber? E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? Ou nu, e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes."
Mateus 25.31-40)
 
"Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos; Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber; Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes. Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos? Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim. E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna."
(Mateus 25.41-46)

Esta palavras proferidas por Jesus, mostram com clareza que haverá recompensa e castigo no julgamento divino!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 12 de agosto de 2014

A vida é um milagre


Gosto de pensar que a vida é um milagre de Deus; portanto é assim que vejo minha vida: Um milagre produzido e preservado por Deus! Cada dormir e despertar; enfim... Tudo ao meu redor traz consigo marcas da graça e do amor do Deus eterno. A vida transpira milagre! E quando perdemos esta visão da vida; tudo se torna trágico, opaco, sem sentido... Então, o mal passa a ser visto como algo normal e aceitável. Infelizmente, percebo que assim vive a maioria das pessoas; envoltas em sombras, murmurando e praguejando sem razão. Infelizes do nascer ao morrer... E também após a morte.
 
No entanto, não é assim a vida! Ou, melhor dizendo: o labirinto obscuro das pragas e lamentos, é o setor em que Satã vive; ao qual procura atrair os revoltados, indecisos e indiferentes, para ter companhia em seu infortúnio. Mas a vida é dom de Deus! O que falta em muitos é a graça de valorizar aquilo que torna nobre a vida (família, virtudes, serventia, propósito). Mas isto só é possível quando procuramos ver com outros olhos as pessoas e valores que nos rodeiam, optando por fazer as escolhas certas nesta vida. Em suma: Só entenderemos isso, quando aceitarmos e vivermos a vida plena oferecida em Jesus!
 
Jesus é o Sumo Pastor enviado pelo Pai, com a missão de salvar e guiar: "Tornou, pois, Jesus a dizer-lhes: Em verdade, em verdade vos digo que eu sou a porta das ovelhas. Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores; mas as ovelhas não os ouviram. Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens. O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância. Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas." (João 10.7-11). Ele deu Sua vida, para ser pastor de todos os filhos de Deus!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Orar de madrugada


Opiniões à parte... Não há como negar os benefícios especiais trazidos à vida de quem ora de madrugada. Antes, preciso dizer que oração é um ato abençoado em qualquer hora; e que orar em todo tempo é atitude ideal de quem ora; mas... Orar de madrugada faz bem até a quem não ora de madrugada; pois entendo que, se ele tem amigos que oram; certamente que alguém ora de madrugada em favor dele.
 
Enquanto eu orava, lembrei-me dos dias que passei na capital da Coreia do Sul; onde cerca de cem mil crentes coreanos oram todos os dias as três horas da manhã. Sei que não há mal algum em orar em outros horários, pois - como muitos dizem - "oração nunca é demais"; todavia, os que optam por orar de madrugada fazem melhor escolha, pois este é um horário em que as vozes da terra estão em silêncio.
 
E hoje, estando em oração, agradeci a Deus pela vida do meu filho - Pastor Calegari - pois, tenho percebido que a unção do conhecimento e revelação repousa sobre ele. Venho lendo e refletindo sobre o conteúdo de suas postagens; e não há como negar que o que ele tem postado, não é apenas fruto da uma imaginação santificada; não mesmo! Pois o que ali contemplo é palavra revelada pelo Espírito Santo.
 
Este texto não deixa a menor dúvida quanto ao fato de que Jesus costumava orar de madrugada:
 
"E, tendo chegado a tarde, quando já se estava pondo o sol, trouxeram-lhe todos os que se achavam enfermos, e os endemoninhados. E toda a cidade se ajuntou à porta. E curou muitos que se achavam enfermos de diversas enfermidades, e expulsou muitos demônios, porém não deixava falar os demônios, porque o conheciam. E, levantando-se de manhã, muito cedo, fazendo ainda escuro, saiu, e foi para um lugar deserto, e ali orava."
(Marcos 1.32-35)
 
Portanto, ainda que muitos crentes não pensem assim; os Pastores deveriam orar de madrugada.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 10 de agosto de 2014

Boas lembranças


Hoje de manhã, meu pensamento foi invadido por duas boas lembranças: A primeira, um forte desejo de cantar esta canção do Paulo César: "Bate no meu peito uma vontade imensa de cantar louvores ao trino Deus; de exaltar o Nome do meu Pai eterno, que do grande inferno já me resgatou..." Posso dizer que minha alma foi invadida por um sentimento maravilhoso! Penso que devemos procurar manter sempre na lembrança, canções como esta (existem muitas). Elas têm o dom de nos trazer quebrantamento e conforto espiritual. Infelizmente, proliferam entre nós canções que parecem incitar sentimentos de soberba e até de vingança - se distanciando do ensino cristão - desprovidas daquela medida de perdão e amor; capaz de trazer serenidade e humildade aos crentes que as ouvem e cantam.
 
A outra coisa que pensei, foi nos dois cultos que participei no domingo passado: Pela manhã, na IMW do Paraíso, sob liderança do Pastor Gerley; a noite, na IMW 2ª do Industrial, sob liderança do Pastor Wladimir Simões (ambas aqui em Belo Horizonte). Em ambas, senti forte unção do Senhor para pregar. Creio que Deus falou por meu intermédio, em ambos os cultos; entretanto, percebi que, na igreja do Paraíso, a unção se aproximou do nível do sobrenatural. Cresce em mim a certeza de que não podemos cumprir a missão em prol do interesse de Deus, sem vivermos uma vida no Senhor - cheia do Espírito - depurada de ações equivocadas e interesses escusos. Sem querer julgar ninguém; eu me sinto na obrigação de alertar os incautos e de me revestir de unção do Espírito.
 
Sinto especial alegria por esta posição dos líderes da Igreja primitiva. Eles sabiam qual deveria ser sua posição; e quais deveriam ser os atributos de um obreiro segundo o querer de Deus:
 
"E os doze, convocando a multidão dos discípulos, disseram: Não é razoável que nós deixemos a palavra de Deus e sirvamos às mesas. Escolhei, pois, irmãos, dentre vós, sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre este importante negócio. Mas nós perseveraremos na oração e no ministério da palavra. E este parecer contentou a toda a multidão, e elegeram Estêvão, homem cheio de fé e do Espírito Santo, e Filipe, e Prócoro, e Nicanor, e Timão, e Parmenas e Nicolau, prosélito de Antioquia"
(Atos 6.2-5)
 
Três foram as qualidades essenciais de um diácono: Boa reputação, plenitude do Espírito e sabedoria. Ou seja: Um diácono, segundo a Palavra de Deus, precisa demonstrar estas qualidades em sua vida.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

sábado, 9 de agosto de 2014

Obrigações de cada dia


Em qualquer lugar ou situação é sempre bom e oportuno buscar a face do Senhor. E neste início de madrugada - algo incomum - fui conduzido pelo Pai ao lugar de oração (geralmente me prostro já no fim da madrugada). Alguns pontos se sobressaíram enquanto eu intercedia; o principal deles, um pedido a Deus que traga à luz o criminoso que vem enlutando lares, ao investir contra meninas e mocinhas; assassinando-as sem causa aparente. Ele tornou-se agente de Satã... Um entre os que promovem crescente violência em nossa nação. Achei por bem pedir ao Senhor que o impeça de continuar; e que ponha fim a esta saga criminosa. Sei que, de muitos modos, todos nós contribuímos para que o mal tenha sucesso. Mas, clamei por misericórdia ao que tem todo o poder no céu e na terra!
 
Também orei a Deus por minha pequena casa; por minha esposa, sempre pronta a me servir; e por meus filhos... Meu primeiro filho, princípio da minha força, que optou por me seguir no ministério e que me honra pelo modo como se dedica ao seu rebanho. E meu segundo filho, que me honra ao abraçar valores válidos, mas carente de dose maior de discernimento para compreender o tempo e o modo de nossa dedicação às coisas de Deus. E meu terceiro filho, que me honra em seu desejo de servir a Deus, mas carente de encontrar o ponto ideal do cumprimento da promessa do Pai que tem sobre si. E minha filha, caçula; que me honra pelo modo como casou e optou viver. Louvo a Deus pelos presentes recebidos, sob a forma de noras, genro e netos. Obrigado Pai, por minha pequena casa!
 
Chorei aos pés do Senhor, também por meus amigos e irmãos. Por aqueles que são meu rebanho direto e intransferível - cerca de quinhentas vidas - sob a forma de pastores, suas esposas e filhos. Também intercedi por meus parentes de sangue; e por meus amigos e seguidores na grande rede, onde tenho procurado exercer um ministério responsável e comprometido com a vontade do Pai. Sei que vivemos um tempo de celebrações e festejos entre os crentes; que contagia mesmo aqueles que desconhecem as razões desta alegria esfuziante. Mas, também sei, existem situações de dor e angústia entre muitos filhos de Deus; que, as vezes, passam desapercebidas até mesmo dos seus pastores e dos seu amigos mais íntimos. Por tudo isto, eu chorei e intercedi nesta madrugada tão especial.
 
Tenho percebido que, sempre que eu oro; fica claro aos meus olhos os perigos que corremos em nosso dia a dia. Então, me dou conta de que todos nós, que desejamos viver no Senhor, precisamos refletir sobre esta grave advertência de Jesus à Pedro: "Disse também o Senhor: Simão, Simão, eis que Satanás vos pediu para vos cirandar como trigo; Mas eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; e tu, quando te converteres, confirma teus irmãos. E ele lhe disse: Senhor, estou pronto a ir contigo até à prisão e à morte. Mas ele disse: Digo-te, Pedro, que não cantará hoje o galo antes que três vezes negues que me conheces." (Lucas 22.31-24). É que ela nos diz respeito; e isso porque, em nosso viver diário, é grande o risco que corremos ao lidar com as nossas obrigações de cada dia.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Perigo maior


Enquanto estou na Sede Regional, aqui em BH; penso nos inúmeros desafios que os crentes enfrentam em nossos dias... Bem diferentes dos desafios enfrentados pelos primitivos cristãos. Na verdade, o modo como as pessoas influentes e os fazedores de opinião, de uma determinada cidade ou país, olham e tratam a igreja de Cristo, define o modo como os crentes serão tratados nesse lugar. Na Roma antiga, os crentes corriam grande perigo; pois eram vistos com antipatia pelos inimigos da Igreja; como vilões aos olhos do império dominante. E logo viam que o martírio era etapa final para o crente fiel que ousava perseverar em percorrer a "via crucis".
 
Todavia, perigo maior corre o crente, em lugares onde é visto como herói e benfeitor. Em lugares assim, existe a tendência de creditarmos as honras recebidas em nossa própria conta; deixando de "dar a Deus o que é de Deus"; ou seja: A glória que só a Ele é devida. Além deste risco real; existe ainda o oportunismo de alguns... Eu me refiro aos que - vislumbrando chance de obter vantagens materiais com a boa imagem da igreja - procuram "surfar" na onda de sua popularidade; vendo chance de enriquecer, ou de conseguir um bom "emprego", sob o pomposo rótulo de "ministério". Que Deus guarde deste mal crescente aos que foram, de fato, chamados!
 
Aquele que deseja servir a Deus, precisa conhecer a verdade bíblica que se impõe sobre a vocação:
 
"Não dando nós escândalo em coisa alguma, para que o nosso ministério não seja censurado; Antes, como ministros de Deus, tornando-nos recomendáveis em tudo; na muita paciência, nas aflições, nas necessidades, nas angústias, Nos açoites, nas prisões, nos tumultos, nos trabalhos, nas vigílias, nos jejuns, Na pureza, na ciência, na longanimidade, na benignidade, no Espírito Santo, no amor não fingido, Na palavra da verdade, no poder de Deus, pelas armas da justiça, à direita e à esquerda, Por honra e por desonra, por infâmia e por boa fama; como enganadores, e sendo verdadeiros; Como desconhecidos, mas sendo bem conhecidos; como morrendo, e eis que vivemos; como castigados, e não mortos; Como contristados, mas sempre alegres; como pobres, mas enriquecendo a muitos; como nada tendo, e possuindo tudo."
(II Coríntios 6.3-10)
 
Não podemos conjugar interesses egoístas e profanos com a mais sagrada das missões na terra.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Consigo sentir


Nesta manhã percebi alguma resistência de minha natureza, em se curvar no lugar de oração. De quando em vez isso acontece... Ainda bem que conheço em parte os conflitos entre a carne e o espírito; ah... E também sei que tenho o socorro do Espírito Santo, sempre me tangendo à presença do Pai. Então - voz da alma já silenciada - desfrutei momentos de grande conforto na presença de Deus. Diante do Senhor, eu posso sentir a transformação de minha insegurança e incerteza; pois Ele me conduz ao limite do impossível. Então, segurança e paz seguem comigo, como parte integrante de minha existência; pois Deus sempre comigo está!
 
Como é bom saber que - mesmo de joelhos - meus pés continuam em movimento... Sem perder o Roteiro da Vida, trilhando o Caminho do Céu. E assim, olhando o invisível, consigo manter meus pés no rumo certo; seguindo no Caminho Estreito, que não consigo ver com os olhos carnais; mas, que posso ver sob meus pés pelos olhos da fé. Sei que o desavisado vê apenas pedras, espinhos e serpentes por onde ando. Mas, quanto ao mim, consigo sentir um tapete invisível sob meus pés; um pouco acima dos obstáculos que estão no caminho aparente; que magoam tanta gente; mas que, em mim, causam apenas algum desconforto momentâneo.
 
Como me faz bem meditar neste maravilhoso salmo da Bíblia!
 
"Porque tu acenderás a minha candeia; o SENHOR meu Deus iluminará as minhas trevas. Porque contigo entrei pelo meio duma tropa, com o meu Deus saltei uma muralha. O caminho de Deus é perfeito; a palavra do SENHOR é provada; é um escudo para todos os que nele confiam. Porque quem é Deus senão o SENHOR? E quem é rochedo senão o nosso Deus? Deus é o que me cinge de força e aperfeiçoa o meu caminho. Faz os meus pés como os das cervas, e põe-me nas minhas alturas. Ensina as minhas mãos para a guerra, de sorte que os meus braços quebraram um arco de cobre. Também me deste o escudo da tua salvação; a tua mão direita me susteve, e a tua mansidão me engrandeceu."
(Salmo 18.28-35)
 
Do qual, este texto é apenas uma pequena parte de sua grande riqueza.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Ambiguidade

Foto: Tenho pensado nos dias em que vivemos... Não tenho como avaliar os tempos do iluminismo; ou da Idade da Pedra; nem mesmo da Era Industrial. Todavia, no tocante aos dias que vivemos.... Valha-nos Deus! Vivemos um tempo determinado pela aparência; tanto das coisas, como das pessoas. A advertência bíblica quanto ao modo "sim, sim; não, não" de falar não se aplica ao mundo de nosso tempo; posto que, até mesmo entre cristãos, cresce o número daqueles que vivem um modo "sim e não" de falar e de viver; como se esta indefinição fosse possível; ou seja: São cristãos, mas... Não inteiramente. Como é possível viver uma vida assim?

Na verdade, a grande maioria das pessoas não são aquilo que parecem ser. E não são poucas as vezes, em que alguém se surpreende com alguém do seu íntimo relacionamento; chegando a dizer com ar de surpresa: "Este lado de sua vida eu desconhecia!" No entanto, se pretendemos andar com Deus neste mundo e viver com Deus no mundo vindouro; precisamos definir com clareza nossa posição - tanto em relação a Cristo como em relação ao mundo. A Bíblia diz que a "aparência deste mundo passa" (I Coríntios 7.31); e nos manda afastar-nos daqueles que tem apenas "aparência de piedade."  (II Timóteo 3.5). Não devemos andar em cima do muro!

Tenho pensado nos dias em que vivemos... Não tenho como avaliar os tempos do iluminismo; ou da Idade da Pedra; nem mesmo da Era Industrial. Todavia, no tocante aos dias que vivemos.... Valha-nos Deus! Vivemos um tempo determinado pela aparência; tanto das coisas, como das pessoas. A advertência bíblica quanto ao modo "sim, sim; não, não" de falar não é aplicado no mundo de nosso tempo; posto que, até mesmo entre cristãos, cresce o número daqueles que vivem um modo "sim e não" de falar e de viver; como se esta ambiguidade fosse possível; ou seja: São cristãos, mas... Não inteiramente. Como é possível, um cristão, viver uma vida assim?
 
Na verdade, a grande maioria das pessoas não são aquilo que parecem ser. E não são poucas as vezes, em que alguém se surpreende com alguém do seu íntimo relacionamento; chegando a dizer com ar de surpresa: "Este lado de sua vida eu desconhecia!" No entanto, se pretendemos andar com Deus neste mundo e viver com Deus no mundo vindouro; precisamos definir com clareza nossa posição - tanto em relação a Cristo como em relação ao mundo. A Bíblia diz que a "aparência deste mundo passa" (I Coríntios 7.31); e nos manda afastar-nos daqueles que tem apenas "aparência de piedade." (II Timóteo 3.5). Não devemos andar "em cima do muro"!
 
Estes dois textos precisam considerados pelos que acham que certas coisas "nada tem a ver":
 
"A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz; Se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes serão tais trevas! Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom."
(Mateus 6.22-24).
 
"E ao anjo da igreja que está em Laodicéia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus: Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca."
(Apocalipse 3.14-16)
 
Eles confirmam aquilo que eu escrevi; e indicam o modo reto e correto de viver a vida cristã.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Estou seguro em Ti


Que prazer eu sinto em poder me estender em Tua presença, amado Pai! Como é bom sentir Tua paz circular em meu pequeno ser, assim como o sangue circula em minhas veias e o ar em meus pulmões. Tenho sido guardado e sustentado por Ti; desde que, a quase cinquenta anos atrás, tomei a mais importante decisão de minha vida. Eu poderia ter seguido o meu próprio caminho, como a grande maioria costuma fazer; mas, passei a seguir o Teu caminho e minha vida tornou-se o que é.
 
Se sou dono de alguma coisa aqui na terra, mesmo de um tijolo, foi o Senhor quem me deu! Minha medida de fé e meu ministério foi o Senhor quem deu, assim como o tempo de minha existência. Minha esposa e meus filhos foi o Senhor quem deu, bem como meus parentes e amigos. E assim, tudo que tenho veio de Ti e a Ti pertence. Assim, em minha condição de mordomo, estou cuidando de valores que são meus apenas por missão; pelos quais sou responsável e darei contas perante o Senhor.
 
Então, não tenho o que temer; pois estou seguro em Ti! Assim, não vou me preocupar com o dia de amanhã, pois minha vida está em Tuas mãos. Não temerei a noite escura, nem o deserto escaldante; a braveza do mar ou a solidão da montanha. Tu estás comigo! E apenas isto deve ser levado em conta. O que vou ser daqui a um dia; daqui a um mês; daqui a um ano ou pela vida afora... Nada significa diante daquilo que serei; e do prazer de ser Teu servo e de permanecer em tua Presença Senhor.
 
Sempre me identifico com este salmo de Davi:
 
"O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranquilas. Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome. Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam. Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda. Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do SENHOR por longos dias."
(Salmo 23.1-6)
 
Ele deleita a minha alma e acalma o meu espírito.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Crente cheio do Espírito


Esta palavra veio ao meu espírito enquanto eu pregava no templo da IMW do Bairro Grande Vitória - Distrito de Vitória. Senti unção sobrenatural de Deus enquanto pregava; discorri sobre as vantagens usufruídas por um crente cheio do Espírito, cujo prazer maior está sempre nas coisas de Deus. Tenho visto que - em seu desejo de estar na presença de Deus - até quando este crente cai, ele consegue cair em direção ao lugar certo; ou seja: Para dentro da igreja. Já o crente vazio do espírito, este não tem a mesma sorte; pois sua queda é sempre para fora da igreja; então, em sua tentativa de justificar o seu fracasso, vive sempre a atribuir aos outros a culpa por sua queda e infortúnio.
 
Enquanto eu tentava encontrar uma foto que servisse para esta postagem, aproveitei o fato de estar com o meu filho, Pastor Sebastião Calegari; e lhe pedi para me ensinar a lidar com o instagram; e assim poder fazer minhas próprias fotos. Estou procurando cunhar algumas frases que fluem em meu espírito, para anexá-las às postagens que faço; portanto, esta foto deve ser a primeira de muitas que - pela graça de Deus - pretendo postar. As vezes, penso que passei do tempo de lidar com tais recursos; pois nunca é tão fácil para mim; no entanto, mesmo reconhecendo que não consigo lidar muito bem com estas novidades; sei que, à medida em que for usando, tudo vai melhorar, para a glória de Deus!
 
Ao ler sobre o testemunho de Asafe, vejo que é a experiência de alguém cheio do Espírito; mas, que, ao olhar para os homens, quase foi arruinado por aquilo que viu: "Na verdade que em vão tenho purificado o meu coração; e lavei as minhas mãos na inocência. Pois todo o dia tenho sido afligido, e castigado cada manhã. Se eu dissesse: Falarei assim; eis que ofenderia a geração de teus filhos. Quando pensava em entender isto, foi para mim muito doloroso; Até que entrei no santuário de Deus; então entendi eu o fim deles." (Salmo 73.13-17). No entanto, sua queda provocada por angústia e inveja o levou a cair para dentro do santuário de Deus. E ali, tudo foi finalmente entendido e corrigido.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

domingo, 3 de agosto de 2014

Ansiedade, nem pensar


Nesta madrugada, busquei ao Senhor; e meus temores deixaram de ter sentido. Cantei para minha alma a canção entoada por Beatriz: "A glória da segunda casa será maior do que a primeira. A vitória está garantida, esta promessa é verdadeira! Quando Deus quer operar, ninguém pode impedir; tome posse da tua bênção hoje aqui." A voz do Senhor traz resposta imediata, quando necessário. Maria Célia costuma dizer que a oração de uma "Débora" é mais rápida que e-mail. Portanto, firmado em Deus, dispenso toda preocupação que não seja de fato necessária. Mas ansiedade... Nem pensar!
 
Glória a Deus eterno! Ele é o Deus de Israel e da Igreja! Então, por que me afligir ou me inquietar pelo fato de uma nação sagrada ser mal amada e atacada por seus vizinhos? Ou por um templo cristão ser em algum lugar demolido por intolerância? Ou por uma família cristã ser impiedosamente perseguida por sua crença; ou, por um crente fiel ser atormentado em sua própria casa? Quem pode deter o curso de uma catarata? Mas, ainda que alguém pudesse... Quem pode impedir o curso de um fato com finalidade profética? Quem pode deter o forte braço do Senhor ou calar Sua voz?
 
Então, permanecerei firme em oração; sem dar ouvidos as vozes que tentam me convencer do contrário! No lugar de oração encontro paz e descanso; aos pés do Senhor; consigo força para continuar caminhando! Portanto, procurarei me manter firmado nas promessas do Pai; ainda que circunstâncias tentem me convencer de outra coisa. Ele firmou uma aliança com a minha vida e com a minha casa; jamais devo me esquecer disso! Sei o que sou e o que tenho em Deus! Sou Seu filho, servo e ungido! E isto, nem os meus maiores amigos ou os meus piores inimigos podem mudar!
 
Este é um texto bíblico ao qual eu recorro com relativa frequência:
 
"Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus. Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso fazei; e o Deus de paz será convosco."
(Filipenses 4.6-9)
 
É que nele eu encontro as bases para uma vida de plena confiança em Deus!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari