terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Sem que eu perceba


Pai de amor e de misericórdia; sinto prazer em te buscar, nesta madrugada sem vento e sem chuva, sabendo com certeza que tu me conduziste ao lugar de oração. Este é um lugar em que sempre me sinto bem-vindo, por mais abatido ou cansado que eu esteja. Sinto profunda gratidão, por saber que tenho tua graça sobre minha vida e família; e por saber que posso prosseguir no Caminho, ainda que algumas vezes chorando, outras vezes sorrindo; mas, nunca desistindo. Aleluia! Como é bom ter a certeza que tu me amas e me aceitas como filho; embora nem para servo eu me sinta capaz. Como é bom poder lembrar o passado sem vergonha ou receio; e poder olhar o futuro sem apreensão ou medo. Como é bom sentir segurança aos teus pés!
 
Daqui a pouco, inicio mais uma viagem, das muitas que tenho feito ultimamente. Tenho notado o quanto as estradas são perigosas, mas sinto paz e segurança contigo ao meu lado. Te louvo, meu Senhor! Pois sei que trago sempre comigo a convicção de que tu nos envolves em uma espécie de bolha (a nossa bolha de imunidade), na qual sentimos plena paz e proteção. Obrigado, querido Pai; por desfrutarmos deste cuidado especial, em meio a tantos perigos que nos rodeiam neste mundo. Algumas coisas me assustam nesta vida; porém, nada me assusta mais do que o perigo de me afastar de ti, sem que eu perceba; e, pior, pensando estar no caminho certo. Apesar do desconforto, quero sentir sempre o peso da cruz; ao som dos gemidos de Jesus por mim.
 
O Caminho da Vida impõe que levemos a cruz: "Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me; Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á. Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma? Porque o Filho do homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então dará a cada um segundo as suas obras. Em verdade vos digo que alguns há, dos que aqui estão, que não provarão a morte até que vejam vir o Filho do homem no seu reino" (Mateus 16:24-28). Mas só um discípulo real de Jesus pode entender seu significado.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário