terça-feira, 21 de outubro de 2014

Servos, chamados, separados


Manhã de domingo, dia do Senhor! Já me prostrei e adorei; me desmanchei em gratidão pelo que o Senhor fez ontem, pelo modo como falou conosco. Se alguém me perguntar como é ouvida a voz de Deus; prontamente respondo: A voz de Deus é ouvida no íntimo, como um discreto sussurro; de tal modo, que somente o espírito humano rendido e contrito consegue interpretá-la em sua plenitude. De outro modo, quando a mesma soa externamente; seu som pode parecer com o ribombar de um trovão, ou como um vento tempestuoso em meio á forte tempestade. Assim, em qualquer dos casos; não há como discerni-la sem a ajuda do Santo Espírito. Porém, estou convencido de que Deus nos falou ontem - de modo inequívoco - tanto de manhã como de noite!
 
Pela manhã, tivemos reunião com os pastores e obreiros do Distrito de Governador Valadares. Alertei quanto ao fato de que ainda noto resistência ao mover do Senhor em nosso meio por parte de alguns. E alertei quanto ao risco que corremos nos dias de hoje, com perigo de fracasso e queda para aquele obreiro que não manter a tríplice convicção definida por Paulo em Romanos 1.1: "SERVO de Jesus Cristo, CHAMADO para apóstolo, SEPARADO para o evangelho de Deus." No culto distrital, a noite, na quadra do Colégio Presbiteriano; tivemos a Ceia da Unidade, repleta de membros das diversas IMW da cidade. Onde destaquei I Timóteo 1.15: "Cristo Jesus VEIO ao mundo, para SALVAR os PECADORES" (os que assim se reconhecem).
 
Ao lermos este texto bíblico, precisamos procurar compreender o mesmo, todo o seu significado:
 
"Porque o amor de Cristo nos constrange, julgando nós assim: que, se um morreu por todos, logo todos morreram. E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou. Assim que daqui por diante a ninguém conhecemos segundo a carne, e, ainda que também tenhamos conhecido Cristo segundo a carne, contudo agora já não o conhecemos deste modo. Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. E tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação; Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nós a palavra da reconciliação."
(II Coríntios 5.14-19)
 
Pois somente o compreendendo claramente, poderemos perceber a real grandeza deste sacrifício!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário