sábado, 4 de outubro de 2014

Governo anti-Deus

 

Dentro de algumas horas, o dia irá amanhecer; todavia... Glória a Deus! Já estive em Sua presença e fui brindado com Sua graça. Não me contive em orar pela nação brasileira, pois nos últimos anos vem caminhando para um beco sem saída. Lamentei perante o Senhor o governo anti-Deus que temos tido no comando desta nação, tendo chegado ao ponto de se indispor contra Israel e de sinalizar gentileza e afeto para com terroristas que perseguem e martirizam até à morte os cristãos que vivem em sua zona de influência. Tenho esperança de que haverá mudança; mas, não faço desta esperança o meu ponto de sustentação. Há muito tempo atrás, passei a esperar menos dos homens e mais do Deus eterno. Sinto alívio em poder dizer que, se este governo for reconduzido ao poder, o meu voto não estará entre os que renovarem o seu mandato.
 
Aproveitei para orar por Marina Silva e Pastor Everaldo, cristãos declarados que ousaram competir com os grandes; sendo que Marina tem chance real de subir a rampa do Palácio do Planalto. Sei que os tempos são difíceis e que os dias vindouros reservam provações que não podem ser vislumbradas em toda a sua extensão, em parte, devido ao clima eleitoral. Todavia, em meio ao mar tormentoso em que as nações estarão navegando; afirmo  convicto que prefiro ver nossa nação conduzida por alguém que REALMENTE teme a Deus e lhe dá glória e crédito. E será com este desejo e objetivo que depositarei o meu voto na urna eletrônica; pois, afinal de contas, não estou com o meu voto buscando apenas justiça social, prosperidade econômica e estabilidade política; mas, sobretudo, um governo pelo qual Deus seja temido e a Bíblia respeitada.
 
Advertência de Jesus aos inimigos da Palavra de Deus: "Disse-lhes, pois, Jesus: Se Deus fosse o vosso Pai, certamente me amaríeis, pois que eu saí, e vim de Deus; não vim de mim mesmo, mas ele me enviou. Por que não entendeis a minha linguagem? Por não poderdes ouvir a minha palavra. Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira. Mas, porque vos digo a verdade, não me credes. Quem dentre vós me convence de pecado? E se vos digo a verdade, por que não credes? Quem é de Deus escuta as palavras de Deus; por isso vós não as escutais, porque não sois de Deus." (João 8.42-47). E esta advertência continua ressoando!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário