domingo, 19 de outubro de 2014

Eles são transitórios


Quero hoje repetir: Não tenho os candidatos como exemplo; nem sei o que são na vida privada. No entanto, me preocupo com seu modo de ver os valores da democracia. Na verdade, o modo de viver dos governantes só diz respeito a eles mesmos; contanto que não interfiram em nosso modo de viver e praticar nossa crença, nem conspirem contra as liberdades democráticas consagradas na Constituição da República. Acredito na possibilidade de coexistência pacífica entre cristãos, ateus, negros, brancos, árabes, judeus, homossexuais, heterossexuais... Até porque, sei que cada um dará contas de si mesmo a Deus - pelas escolhas que fizerem; não pelo que outros pensam a seu respeito - pois do julgamento de Deus ninguém pode se esquivar; nem mesmo aqueles que não acreditam em Sua existência.
 
Portanto, vejo como algo natural a coexistência entre pessoas diferentes em seu modo de pensar, falar e agir - todas convivendo sob os ares da democracia - contanto que saibam se respeitar, mesmo discordantes umas das outras. É importante que as pessoas não se sintam ameaçadas umas pelas outras, sabendo divergir sem se agredir. Quanto à Igreja de Cristo: Ela é agente de Deus para anunciar as boas novas da salvação aos que estão a sua volta; e cada crente em Jesus deve ser o "bom cheiro de Cristo", entre os que se salvam e os que se perdem. Quanto aos governos: Eles são transitórios - sendo bons ou maus - devendo responder perante seus eleitores, por seus mandos e desmandos. Eles não têm a obrigação de ser cristãos; mas têm a obrigação de ser honestos; e de respeitar a lei e a ordem.
 
Alguém ainda duvida que estamos vivendo este tempo?
 
"SABE, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te. Tu, porém, tens seguido a minha doutrina, modo de viver, intenção, fé, longanimidade, amor, paciência, Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados. Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido, E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus."
(II Timóteo 3.1-5,10,13-15)
 
Realmente... Vivemos dias aflitivos e angustioso!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário