segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Qual é o meu real tesouro

Foto: Estou, desde ontem, hospedado no apartamento em que meu filho Elizeu Calegari, reside aqui em Brasília. Enquanto eu me estendia no lugar de oração, iluminou o meu espírito a certeza de que o lugar em que oramos se torna em limiar entre o natural e o sobrenatural. Então, clamei por socorro ao Deus eterno; pois uma legião de homens ímpios se apropriou desta nação e faz sofrer a herança de Deus. Eles devoram tudo o que encontram pela frente... E prosseguirão nessa devastação - como gafanhotos em um campo de trigo - até que não haja mais o que devorar. E transferem riquezas que tornariam este país um modelo de prosperidade, para contas no exterior; pensando que desfrutarão de um tesouro roubado.

Enquanto isso, querido Pai, os que comandam este esquema ganancioso e criminoso - responsável pela desnutrição, degeneração e morte de incontáveis crianças, adolescentes, jovens e idosos - usam o seu poder temporal para tentar impedir investigações sérias e isentas; como se fosse possível impedir o sol de brilhar... Meu Senhor! Creio na mudança porque creio em milagre. Creio em um novo tempo porque creio na transitoriedade de tudo o que vejo - seja bom ou mau - acontecer neste mundo. E enquanto a mudança não chega, guarda em Teus braços aqueles que são Teus e que clamam por justiça. Livra-nos do mal inevitável e prepara-nos para o futuro que almejamos, ainda que demore um pouco mais.

Estou, desde ontem, hospedado no apartamento em que meu filho Elizeu Calegari, reside aqui em Brasília. Enquanto eu me estendia no lugar de oração, iluminou o meu espírito a certeza de que o lugar em que oramos se torna em limiar entre o natural e o sobrenatural. Então, clamei por socorro ao Deus eterno; pois uma legião de homens ímpios se apropriou desta nação e faz sofrer a herança de Deus. Eles devoram tudo o que encontram pela frente... E prosseguirão nessa devastação - como gafanhotos em um campo de trigo - até que não haja mais o que devorar. E transferem riquezas que tornariam este país um modelo de prosperidade, para contas no exterior; pensando que desfrutarão de um tesouro roubado.
 
Enquanto isso, querido Pai, os que comandam este esquema ganancioso e criminoso - responsável pela desnutrição, degeneração e morte de incontáveis crianças, adolescentes, jovens e idosos - usam o seu poder temporal para tentar impedir investigações sérias e isentas; como se fosse possível impedir o sol de brilhar... Meu Senhor! Creio na mudança porque creio em milagre. Creio em um novo tempo porque creio na transitoriedade de tudo o que vejo - seja bom ou mau - acontecer neste mundo. E enquanto a mudança não chega, guarda em Teus braços aqueles que são Teus e que clamam por justiça. Livra-nos do mal inevitável e prepara-nos para o futuro que tanto almejamos, ainda que demore um pouco mais.
 
Precisamos refletir sobre a eternidade. E estas palavras do Senhor Jesus indicam que é lá onde deve estar guardado nosso real tesouro:
 
"Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração."
(Mateus 6.19-21)
 
E também nos adverte, dizendo que o nosso coração estará cativo ao lugar e aos valores que decidimos buscar como nossa riqueza.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário