quinta-feira, 5 de junho de 2014

Sede de Deus


Dias atrás, ainda bem cedo, senti alívio ao abrir os meus olhos e me dar conta de que, mesmo estando hospedado em casa do querido casal, Pastor Gilberto Beloni & Gilvânia - na cidade capixaba de Guaçuí - tenho ao meu lado o meu lugar de oração. Glória a Deus! Por mais que alguém possa dizer que isto tem ar de rotina sem sentido; eu afirmo em alto e bom som, com todas as letras: Isto é SEGURANÇA! Por que digo isto? Porque não existe lugar seguro fora da presença de Deus; e, porque orar a Deus é a rota de acesso a valores eternos que não podem ser perfeitamente entendidos de outro modo. Davi publica sua sede de Deus; declarando que anelava pelo Senhor, mais do que os guardas pelo romper da manhã! E seus salmos são registros deste glorioso encontro.
 
Enquanto eu orava, busquei graça de Deus para me fortalecer, ante os dias maus em que vivemos. Dias da extrema maldade predita nas Escrituras; em que leis são forjadas com o intuito de legitimar o pecado, dando-lhe outros nomes. Leis que dão legalidade a práticas condenadas nas Escrituras Sagradas. Leis que premiam criminosos influentes e penalizam gente simples e anônimas. E devido a frouxidão da lei e a desorientação da justiça, cresce o desrespeito ao idoso e a violência contra a criança (me refiro a crianças de verdade). E como consequência, vejo crescer uma geração zumbi - dominada por drogas pesadas - que mata por motivos fúteis; tornando seus próprios pais suas vítimas preferenciais. E pais arquitetando a morte de seus filhos. É o fim!
 
Enquanto eu orava, pedi a Deus que me guarde da triste sorte de obreiros que estão dando preço ao seu ministério (uns valem mais, outro valem menos). Vejo que o termo "prosperidade" está se aplicando exclusivamente ao dinheiro e ao que este pode comprar. Assim, em troca de fama, poder e riqueza, muitos tem posto o seu ministério à venda; negociando princípios e valores que o dinheiro jamais poderia comprar; caso não estivessem sendo mercadejados ao serviço de quem paga mais. Todavia, verdade seja dita: Eles vendem mercadoria que não entregarão; pois valores morais e espirituais não podem ser transferidos ao preço de ouro ou de prata. Pois, se mal utilizados, estes valores tem o dom de retornar à sua fonte de origem, sob a santidade de Deus.
 
Este texto expõe com clareza os dias perigosos, em meio aos quais vivemos:

"E Jesus, respondendo, disse-lhes: "Acautelai-vos, que ninguém vos engane; Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos. E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas estas coisas são o princípio de dores. Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome. Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarão. E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará. Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo. E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim."

(Mateus 24.4-14)

Perseverança deve ser a palavra de ordem; e santidade o estilo de vida!

 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário