domingo, 1 de junho de 2014

O que é mais importante


Não devo e nem quero deixar de Te buscar, querido Pai. Na verdade, preciso estender um pouco mais o meu período de oração; pois sei que um é pouco, dois é insuficiente e três não é o ideal. Algumas vezes, fico sem entender o "por que" de algo tão agradável e importante se tornar tão difícil... Pois é isso que sinto: A oração é a mais difícil tarefa de qualquer cristão; pelo menos, a minha eu tenho certeza que é! Conheço Tua Palavra o suficiente para saber que o Espírito Santo está sempre disposto a nos ajudar nesta tarefa; ocorre que nem sempre recorremos a Ele, para que nos ajude a orar como convém. Sim! Porque mais importante ainda do que orar; é orar como convém. E isto somente será possível com a ajuda do Santo Espírito enquanto estamos a orar.
 
Como continuar no Caminho da Vida sem me manter em oração; posto que é tão fácil perder o rumo enquanto andamos em direção ao céu? Como conseguir chegar em tempo ao Dia do Encontro, andando com garbo e orgulho, se a pontualidade só poderá ser obtida por aqueles que caminham de joelhos? Eu sempre soube, desde que recebi Jesus em minha vida; que, na carreira cristã, quem corre de joelhos tem o dom de chegar mais depressa do que os que correm por seus próprios meios. Meu amado Pai; ajuda-me a manter intacta a pureza da fé, a grandeza da esperança e a nobreza do amor; pois, neste mundo em que temporariamente vivemos - repleto de propostas indecorosas e armadilhas perigosas - só o Teu Espírito Santo pode nos dirigir e nos valer.
 
Esta é a condição ideal para resistirmos ao mal e combatermos o bom combate da fé:
 
"Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; E calçados os pés na preparação do evangelho da paz; Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos, E por mim; para que me seja dada, no abrir da minha boca, a palavra com confiança, para fazer notório o mistério do evangelho,"
(Efésios 6.4-19)
 
Qualquer outro recurso que utilizarmos neste combate estará fadado ao fracasso.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário