quarta-feira, 4 de junho de 2014

Nossa visão de Deus


Sempre penso nos frutos que são gerados no lugar de oração; e não me refiro apenas aos frutos físicos e materiais ali alcançados (cura de enfermidades, solução de problemas, conquistas de alvos estabelecidos, e outros afins). Nesta manhã estou pensando sobretudo, na extensão dos horizontes da nossa visão de Deus e da própria vida; sem deixar de pensar também no crescimento e fortalecimento do nosso homem interior. Afinal, o ser humano não é apenas alguém que respira e se move... Ele não vive só de pão, trabalho e diversão; ocupações que não passam de atividade temporária, para satisfação temporária.
 
Aprendi na Palavra que nossas necessidades vão além destas; e que as coisas ligadas à vida espiritual são ainda mais importantes; pois perdurarão eternamente. Portanto, infelicidade e miséria maior não é a privação das coisas concretas, de curta duração; e sim, das coisas espirituais indicadas na Bíblia, que se estenderão por toda a eternidade. Então, de que adianta o ser humano buscar se encher de conhecimento e ocupação nesta vida; se isto o levar a abrir mão dos valores eternos? Pois, sem estar firmada em Jesus, a vida humana tem como seu ponto de partida um "lugar qualquer"; e como ponto final "lugar nenhum".
 
Também aprendi na Bíblia, que quem escolheu viver sem compromisso com Deus é igual a alguém que caminha por uma estrada larga, cheia de atrativos, que termina no vazio eterno. Portanto, prefiro ficar com Jesus, andando no caminho estreito; pois, nele chegarei ao mesmo vazio da estrada larga, mas com uma diferença: Haverá uma ponte em forma de cruz - ponte para a Vida - que me deixará no destino final de todo aquele que tem fé em Jesus e a Ele se apega com amor; e que, nesta ponte, estará Aquele que tem história com ela - não mais crucificado - mas, de braço estendido, para me conduzir em segurança.
 
Jesus é a Porta e o Caminho da Vida eterna: "Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem." (Mateus 7.13-14). "Mesmo vós sabeis para onde vou, e conheceis o caminho. Disse-lhe Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho? Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." (João 14.4-6). Portanto, seguir a Jesus é a melhor decisão a ser tomada.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário