sexta-feira, 6 de junho de 2014

Gostos e preferências


Cheguei a pouco tempo, em viagem de ônibus cansativa; vindo ônibus - Guaçuí / Rio de Janeiro - tendo viajado a noite inteira. Como já tenho dito inúmeras vezes: Por mais que uma viagem seja edificante e produtiva; é sempre bom chegar em casa! Daqui a pouco, pretendo abraçar Maria Célia Calegari; pois não quero interromper o seu necessário e merecido descanso (ela etá fazendo uma maratona devocional diária, durante a madrugada). Graças a Deus, encontrei o distrito de Alegre motivado e participativo. Tivemos um abençoado encontro com as lideranças wesleyanas, no templo da IMW em Guaçuí. Fui muito bem hospedado pelo Pastor Gilberto Beloni & sua querida esposa; onde pude abraçar novamente os seus filhos (Junior e Graziela). Na verdade, uma viagem para cumprir o propósito de Deus - na grande maioria das vezes - é uma relação agradável entre o prazer e o dever. Glória a Deus!
 
Ontem pela manhã, preguei no templo da IMW de S. José do Calçado, sob o pastorado do querido Pastor José Maria Teixeira Godoi. Não tenho a menor dúvida ao afirmar que foi avivamento purinho. Creio que o Espírito Santo deixou marcas indeléveis na vida dos irmãos que encheram aquele templo, Por falar nesta igreja; quero parabenizar o Pastor Godoi e seus obreiros, pela compra de uma nova propriedade - três vezes maior que a atual - e de localização privilegiada. Na verdade, a 2ª Região tem sido semelhante a um canteiro de obras, com diversos templos sendo construídos, reformados, ampliados. Vejo nisso a motivação e unção de igrejas que estão vivendo um momento de despertamento da fé, esperança e amor; tudo isso regado e coberto com oração e renúncia. Louvo a Deus por tudo o que vem acontecendo nesta Região. Entretanto, acredito, melhores coisas vão acontecer, conforme Promessas do Pai.
 
A noite, a visita foi fechada com chave de ouro no culto de encerramento dos 33 anos de existência da IMW de Guaçuí. Foi um culto de grande edificação, com um fluxo de unção e de revelação extraordinário! Creio que não houve uma só vida que não se sentisse impactada pelo mover de Deus em nosso meio. A presença do Espírito Santo prevaleceu sobre nossos gostos e preferências, impondo um ritmo de quebrantamento e adoração que foi crescendo até o final do culto. Pena que eu tive que sair com pressa ao final, pois o meu ônibus sairia as 22.45 para o Rio; e eu precisava concluir a arrumação da mala; e, também, saborear uma deliciosa sopa preparada pela irmã Gilvânia (a meu pedido). Vejo crescer no sul do Espírito Santo uma consciência de ministério comprometido com a obra Deus. Observei vários líderes jovens se preparando para dedicar sua vida, servindo no ministério.
 
Amar e servir a Deus é condição para quem pretende exercer ministério: "E, logo que chegaram junto dele, disse-lhes: Vós bem sabeis, desde o primeiro dia em que entrei na Ásia, como em todo esse tempo me portei no meio de vós, Servindo ao Senhor com toda a humildade, e com muitas lágrimas e tentações, que pelas ciladas dos judeus me sobrevieram; Como nada, que útil seja, deixei de vos anunciar, e ensinar publicamente e pelas casas, Testificando, tanto aos judeus como aos gregos, a conversão a Deus, e a fé em nosso Senhor Jesus Cristo. E agora, eis que, ligado eu pelo espírito, vou para Jerusalém, não sabendo o que lá me há de acontecer, Senão o que o Espírito Santo de cidade em cidade me revela, dizendo que me esperam prisões e tribulações. Mas em nada tenho a minha vida por preciosa, contanto que cumpra com alegria a minha carreira, e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho da graça de Deus." (Atos 20.18-24). Este deve ser o objetivo de um verdadeiro servo de Deus!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário