sexta-feira, 2 de maio de 2014

Nosso perfil espiritual


Não há um dia em que um verdadeiro cristão busque a presença de Deus, em que não pense e revise seu relacionamento com o Senhor. Comigo não é diferente. Hoje mesmo, enquanto ainda estava em oração, o meu espírito repassava o meu interior a procura de zonas mortas ou pontos obscuros; para expô-los à luz irradiada pela presença do Espírito de Deus. No entanto; é importante que a nossa reflexão seja em consonância com a nossa preocupação em estar bem com o Senhor; pois, se assim não for, não conseguiremos melhorar o nosso perfil espiritual e obter um melhor rendimento naquilo que fazemos para Deus e para o próximo. Portanto, são duas necessidades fundamentais que se apresentam: A de buscar a Deus sobre todas as coisas; e, a de refletir sobre a necessidade de fazer a vontade do Pai.
 
E hoje, em minha reflexão sobre esta questão; me deparei com dois desafios. O primeiro tem tudo a ver com firmeza e perseverança: Preciso manter distância segura, dos embaraços e do pecado que procura me cativar. Realmente... Não posso me descuidar um só instante; pois, devido à proximidade do mal - sem que muitas vezes percebamos - qualquer descuido pode ser fatal ou, então, trazer um verdadeiro inferno à existência. O segundo tem tudo a ver com relação entre causa e efeito: Neste ponto, me dei conta de que jamais conseguirei, com minha gratidão, corresponder à graça que me é dada pelo Senhor; nem retribuir no mesmo nível, ao amor com que por Ele sou amado; e, nem retribuir em obediência, às ordenanças que nos deixou. É... Sou bem menor do que Deus espera; mas não tão pequeno que Ele não me veja!
 
A Palavra de Deus tem o dom de corrigir o nosso modo de pensar, falar e agir. Este texto, por exemplo, pode repor nos trilhos da confiança em Deus, uma vida demasiadamente preocupada com suas próprias necessidades e anseios: "Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? (Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal." (Mateus 6.31-34). Sou um daqueles que o leem com frequência. E sempre que o leio, me acalmo e me rendo aos cuidados de Deus.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário