sábado, 19 de abril de 2014

Natureza carnal

Foto: Hoje, como sempre faço, passei pelo lugar de oração e me detive ali por algum tempo. Após o meu encontro diário com o Senhor; Fiquei a pensar na insistência da natureza carnal; em tentar frustrar os planos de Deus para a nossa vida. É verdade! Ela não dá trégua; tentando por todos os meios nos "arrancar" da cruz. Então, penso também naqueles crentes que não tem o discernimento necessário para dizer "não" à voz de uma tendência ruim ou de um mau conselheiro. Por outro lado, penso que todos nós somos vulneráveis neste conflito; pois, infelizmente, foi o despreparo nesta luta que levou crentes santos de ontem a se transformarem nos crentes amargos de hoje. Com efeito, precisamos manter os nossos sentidos sob o manto de uma vida temente; para não nos tornamos vidas dormentes, excludentes.

Na verdade, a natureza carnal que ainda resiste em nós, tenta a todo custo nos conduzir pelo caminho da infidelidade, da murmuração, da mágoa, da revolta... Sempre tentando nos convencer de que somos vítimas dos outros; de que somos traídos pelos mais próximos; de que ninguém nos entende; enfim... Tentando nos manter na contramão da vida (e nem percebemos que quanto andamos na contramão, podemos sofrer sérios desastres provocados por colisão frontal com aqueles que trafegam em sua mão certa). Um dos prejuízos que nossa natureza carnal nos causa; é nos levar a ver amigos (aqueles que nos dizem o que precisamos ouvir) como inimigos; e a ver adversários (aqueles que nos dizem o que queremos ouvir) como amigos. Enfim, precisamos manter na cruz a natureza carnal!

Hoje, como sempre faço, passei pelo lugar de oração e me detive ali por algum tempo. Após o meu encontro diário com o Senhor; fiquei a pensar na insistência da natureza carnal; em tentar frustrar os planos de Deus para a nossa vida. É verdade! Ela não dá trégua; tentando por todos os meios nos "arrancar" da cruz. Então, penso também naqueles crentes que não tem o discernimento necessário para dizer "não" à voz de uma tendência ruim ou de um mau conselheiro. Por outro lado, penso que todos nós somos vulneráveis neste conflito; pois, infelizmente, foi o despreparo nesta luta que levou crentes santos de ontem a se transformarem nos crentes amargos de hoje. Com efeito, precisamos manter os nossos sentidos sob o manto de uma vida temente; para não nos tornamos vidas dormentes, excludentes.
 
Na verdade, a natureza carnal que ainda reside em nós, tenta a todo custo nos conduzir pelo caminho da infidelidade, da murmuração, da mágoa, da revolta... Sempre tentando nos convencer de que somos vítimas dos outros; de que somos traídos pelos mais próximos; de que ninguém nos entende; enfim... Tentando nos manter na contramão da vida (e nem percebemos que quanto andamos na contramão, podemos sofrer sérios desastres provocados por colisão frontal com aqueles que trafegam em sua mão certa). Um dos prejuízos que nossa natureza carnal nos causa; é nos levar a ver amigos (aqueles que nos dizem o que precisamos ouvir) como inimigos; e a ver adversários (aqueles que nos dizem o que queremos ouvir) como amigos. Enfim, precisamos manter na cruz a nossa natureza carnal!
 
Todo cristão precisa saber que vale à pena buscar na Palavra de Deus, vacina contra a natureza carnal:
 
"Regozijai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, regozijai-vos. Seja a vossa eqüidade notória a todos os homens. Perto está o SENHOR. Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus. Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso fazei; e o Deus de paz será convosco."
(Filipenses 4.4-9)
 
Precisamos manter atitudes e linguagem sã; para que Deus seja glorificado, o próximo seja edificado e o adversário seja envergonhado.
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário