segunda-feira, 17 de março de 2014

O nome de Jesus


Estou pensando na importância do nome de Jesus - antes e depois de sua manifestação - ao longo de toda a história humana. Sei que existem aqueles que gostam de radicalizar e polemizar; tentando definir qual o "verdadeiro" nome do Salvador; ou, então, qual o modo correto de se escrever ou pronunciar o mesmo. Sem me deter nesta polêmica estéril, prefiro pensar no detentor do nome, cuja pronúncia ou grafia deixa de ser relevante, face ao seu propósito e significado. Enfim; Jesus, Cristo, Messias, ou outro... Todavia, não me deixarei atrair para um tipo de discussão que não acrescenta nada ao sentido real e objetivo do foco. Aproveito para dizer, que, quando uso com frequência o nome "Jesus", é justamente por ser mais usual; portanto, melhor entendido por quem ouve a mensagem.
 
E assim pensando, fiquei a meditar no impacto causado por este bendito nome. Como é bom saber que o nome de Jesus carrega poder e autoridade no universo inteiro! Melhor ainda é saber que este nome carrega poder e autoridade na terra; e que a autoridade que vem por este nome nos é concedida por direito de redenção. O nome de Jesus provoca uma revolução na vida de quem o teme e crê nele. Este nome é sobre todo o nome que se nomeia - entre homens e anjos - capaz de agregar valores eternos a quem o aclama e anuncia. Nome que se sobrepõe à doença e à morte, capaz de sujeitar demônios e romper barreiras; mas, cuja confissão de lábios só será válida, se baseada em verdadeira e inequívoca confissão de fé. Pois, somente em fé, Seu poder se manifesta.
 
Sinto graça ao ler este texto, pois ele me faz ver o poder que emana do nome de Jesus:
 
"E, pondo-os no meio, perguntaram: Com que poder ou em nome de quem fizestes isto? Então Pedro, cheio do Espírito Santo, lhes disse: Principais do povo, e vós, anciãos de Israel, Visto que hoje somos interrogados acerca do benefício feito a um homem enfermo, e do modo como foi curado, Seja conhecido de vós todos, e de todo o povo de Israel, que em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, aquele a quem vós crucificastes e a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, em nome desse é que este está são diante de vós. Ele é a pedra que foi rejeitada por vós, os edificadores, a qual foi posta por cabeça de esquina. E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos. Então eles, vendo a ousadia de Pedro e João, e informados de que eram homens sem letras e indoutos, maravilharam-se e reconheceram que eles haviam estado com Jesus. E, vendo estar com eles o homem que fora curado, nada tinham que dizer em contrário."
(Atos 4.7-14).
 
Realmente, este Nome tem poder!
 
Cordialmente;
Bispo Calegari

Nenhum comentário:

Postar um comentário